segunda-feira, 28 de abril de 2014

Recebendo o amiguinho

A partir dos 4, 5 anos, começa a vontade das crianças de chamar o amiguinho para visitar sua casa. Tem pai e mãe que deixa desde cedo. Alguns, mais receosos, seguram até quando podem. Outros deixam, cheios de recomendações!!

Qualquer que seja seu tipo de pai/mãe, é bom entender como isso é importante para a criança. Tanto para a que vai para a casa do amigo, quanto para a que recebe o amigo. Especialmente para quem é filho único... Essa interação entre crianças da mesma idade é fundamental e deve ser estimulada!!


Para a mãe que vai deixar o filho na casa do amigo:

Se você é do tipo receosa, tente conhecer a família do amigo antes, marcar encontros e passeios que permitam que vocês se conheçam melhor e adquiram confiança. E na primeira vez que seu filho for ficar sozinho, não precisa marcar um dia inteiro. Pode ser apenas uma tarde até você se sentir mais segura! Não esqueça de dar muitas recomendações à criança sobre seu comportamento!! Apesar de que eu acho que recomendações não funcionam tanto assim, o que funciona mesmo é a educação do dia-a-dia que ele com certeza vai mostrar quando estiver sozinho, seja boa ou ruim! Então, se você tem dúvidas se seu filho é bem comportado, eu preferiria não arriscar!

É bem legal ver quando a criança convidada é educada, brinca sem brigar, cede quando necessário, leva o prato na cozinha, usa sempre as palavrinhas mágicas... rs. Aí temos a oportunidade de mostrar a nossos filhos e valorizar estes comportamentos bacanas!! E ficamos felizes por terem escolhido um amigo legal!

Ah, se a criança ainda é muito dependente, por conta da idade mesmo, eu também preferiria esperar ela ficar maiorzinha para ficar sozinha na casa do amigo...


Para a mãe que vai receber o amiguinho:

Eu acho importante conhecer antes o amigo do seu filho, saber se é danado ou comportado para ver qual será o nível de atenção requisitado. Você pode estreitar a relação nas festinhas da escola ou em outras programações.

A maior preocupação dos pais é quanto a segurança do seu filho em outro ambiente. Esteja certo de que sua casa não oferece riscos, tem telas nas janelas e que as crianças estarão supervisionadas. A responsabilidade com o filho dos outros deve ser dobrada!! 

Se tiver piscina, comunique aos pais e pergunte se a criança sabe nadar, mesmo que não plajenem utilizar a piscina.

Não se esqueça de perguntar antes qual comida a criança gosta (para o lanche, para o almoço, etc.) e se tem alguma restrição alimentar. É sempre bom agradar, não é? Além disso, tem tanta criança enjoada para comer que se você se planejar e a criança não quiser comer nada vai ficar chato... E nada de imaginar que o gosto é igual ao do seu filho!! Tem muito criança hoje em dia, por exemplo, que não come guloseimas, doces e refrigerantes. Outras que não comem frutas de jeito nenhum. Se quiser proporcionar um encontro bacana, invista em comidas que o visitante vá gostar. 


Conversando com o anfitrião:

É seu filho quem vai receber o convidado, então deixe ele participar! Deixe que ele mesmo telefone para fazer o convite. Saia com ele para comprar os lanches. E não esqueça de dar orientações sobre como deve tratar os convidados, como emprestar brinquedos, oferecer lanche e estar sempre atento ao amigo.

Muitas vezes, a brincadeira é tanta que nem dá tempo de arrumar os brinquedos quando os pais do amigo chegam para buscar! Deixe claro para seu filho que os brinquedos são dele e será sua obrigação guardar depois que o amigo for embora. Você pode até ajudar, mas não deverá fazer sozinha.

E não esqueça de tirar fotos e mandar por what's app para a mãe que estará agoniada por notícias do filho!!

É desde cedo que cultivamos amizades. O relacionamento das crianças deve ser investido também fora da escola. Seja uma mãe que participa e que proporciona encontros divertidos!!



sábado, 26 de abril de 2014

Para os canhotinhos

Se você é mãe destra de um canhotinho, assim como eu, já deve ter sentido alguma dificuldade em orientar seu filho em algumas tarefas da escola ou nas brincadeiras. Eu, particularmente, senti um pouco de dificuldade em acompanhar meu pequeno de 5 anos. Até na psicomotricista* já o levei!

Como mãe, é preciso mergulhar mesmo neste universo para que a criança tenha o melhor desenvolvimento motor possível, minimizando as dificuldades que possam existir, especialmente na fase de alfabetização.

"...nos primeiros meses de vida, a criança é ambidestra, ou seja, tem habilidade com as duas mãos. A definição final da lateralidade (nome que os cientistas dão à predominância motora de um dos lados do corpo) só irá ocorrer entre os 6 e os 8 anos. Muito antes disso, porém, a criança já começa a mostrar certa preferência pelo uso de uma das mãos" (Revista Crescer). 

Especialistas afirmam que a criança nasce com a lateralidade definida e já mostra a dominância de uma das mãos no primeiro ano de vida. Mas o lado dominante só vai ser confirmado mesmo lá por volta dos 5, 6 anos, quando se inicia a alfabetização. Antes disso, a preferência vai se tornando visível para os pais, observando a criança pegando no lápis ou na colher, chutando bola, escovando os dentes, pegando um copo ou um brinquedo, tampando um frasco, etc.

Uma das primeiras orientações que recebi foi nunca dar o lápis ou tesoura ou colher qualquer outro material diretamente na mão da criança. Deve-se deixar que ela mesma pegue, pois desta forma ela o fará com a mão de sua preferência e assim vai definindo a sua lateralidade. Veja outras orientações importantes:



  • Deixe a criança à vontade para escolher com que mão deseja pegar os objetos. Jamais mude os objetos para a mão direita. Deixe que ela pegue como preferir.
  • Avise a escola! É importante que os professores fiquem atentos ao desenvolvimento motor da criança. Verifique também se tem carteira adequada.
  • Cuide da autoestima da criança, valorizando o fato dela ser canhota.
  • Se possível, compre materiais apropriados a canhotos, que facilitarão a vida da criança.


A respeito deste último tópico, foi durante uma viagem que me deparei com uma lojinha muito bacana, a Lefty's - The Left-Hand Store, ou a loja dos canhotos. Lá você encontra diversos artigos fabricados para canhotos, como tesouras, lápis, cadernos, além de camisetas, bonés e outros produtos concentuais, com frases sobre os canhotos.




Veja por que os materiais especializados são importantes para os canhotos:


TESOURAS: possuem lâminas invertidas para que o canhoto possa ver a linha de corte. Quando um canhoto usa tesouras de destros, ele não consegue controlar o corte em uma curva, por exemplo, ou cortes detalhados.



CADERNOS DE ESPIRAL: os cadernos para canhotos abrem da esquerda para direita. Deste modo, eles não apertam as mãos dentro do aspiral enquanto escrevem!!



CANETAS DE TINTA: possuem secagem rápida para não manchar enquanto os canhotos escrevem (já que a mão passa por cima do que escrevem...)

LÁPIS: possuem uma borrachinha macia que torna mais confortável segurar o lápis na posição "tripé", de forma que os dedos ficam na posição adequada para prender o lápis. A criança deve colocar o dedo polegar da mão dominante (esquerda para os canhotos) no lado correspondente ao L (left/ esquerda).



APONTADOR DE LÁPIS: gira anti-horário, de forma que os canhotos podem apontar naturalmente.



RÉGUAS: fazem a leitura da direita para a esquerda, tornando mais fácil a visualização para aprender a medir.



Todos esses materiais têm o objetivo de proporcionar mais segurança para as crianças em fase escolar. A loja também dispõe de materiais para adultos.

Agora meu canhotinho está bem equipado para ir à escola ou fazer as tarefas de casa!

Meu canhotinho testando a tesoura, depois de escrever o alfabeto inteiro com a canetinha para canhotos.



E você também é mãe de um canhotinho? Conhece alguma loja ou produtos para compartilhar aqui no blog?


Quiosque da Lefty's em Downtown Disney


A Lefty's fica em San Francisco (Pier 39), Califórnia ou em Downtown Disney
Visitem o site: https://www.leftyslefthanded.com/default.asp

Já pesquisei lojas aqui no Brasil e não encontrei. Vi apenas alguns produtos mas com


* Psicomotricista é o profissional que ajuda a criança a desenvolver suas habilidades psicomotoras.



Este não é um publipost.



sábado, 12 de abril de 2014

9 Dicas de Mãe para Mães

A maternidade é um universo interessante. Só quando a gente entra é que consegue entender que precisamos muito trocar experiências com outras mães. Ninguém nasce sabendo ser mãe, então nada melhor do que aproveitar as experiências e dicas que conseguimos por aí!!

Nesses últimos dias selecionei 8 dicas sobre assuntos diversos para compartilhar com vocês! Espero que façam bom proveito!!


1. ESPAGUETE DE PISCINA NA CAMA!

Para a criança não cair da cama, uma opção além da grade é colocar um espaguete de piscina embaixo do lençol de elástico. Ele vai ajudar a amparar a criança para não cair. É mais prático e discreto do que a grade! É bom para ser usado na fase de adaptação para retirada final da grade, ou seja, com as crianças maiorzinhas e não com bebês!




2. COMO PRENDER GUARDA-SOL

Colocar o guarda sol na areia da praia nem sempre é tarefa fácil. Tem que cavar bastante para que ele fique firme. Um amigo criou uma solução bem bacana!! Um engenhoso "cavador de buraco" feito com tubos de pvc, que funciona a base de sucção.





3. PET COM ÁGUA DOCE

Ainda na praia, outra dica bem legal é encher uma garrafa pet com água doce e deixar no carro, para que na volta ela possa ser usada para lavar os pezinhos sujos de areia!! O carro agradece!



4. PARA DIRIGIR TRANQUILO

Para dirigir tranquilo com as crianças no fundo, use sempre a trava da porta dos fundos que não deixam a porta abrir se alguém tentar. Faça o mesmo para os vidros traseiros se forem automáticos, pois muitos carros já vem com este dispositivo que bloqueia a abertura pela porta de trás.



5. MACETE PARA COMER NOZES

Comer comidas saudáveis é sempre uma preocupação dos pais. E sabemos que muitas vezes as crianças não colaboram. O segredo está em, muitas vezes, tentar incluir alguns alimentos saudáveis aos pratos que as crianças já aprovam. A sugestão do post de hoje é incluir nozes raspadas na farofa!! Não dá nem para perceber e as crianças serão beneficiadas com um alimento rico em nutrientes! Outra boa ideia é acrescentar beterraba ao molho de tomate ou ao feijão!! Também passa imperceptível!! Podem apostar!!



6. PASSAPORTE SEM FILIAÇÃO!

Você já reparou que no passaporte não consta a filiação da criança? Desta forma, é necessário que em viagens internacionais, além do passaporte dos pais e da criança, levem outro documento que comprove a filiação, como os RG's, por exemplo.




7. TIRE FOTO DOS CONVITES

A agenda de festinhas de aniversários das crianças é grande! São tantas que às vezes fica difícil se organizar para comprar presentes e lembrar as datas e endereços. Uma dica bem simples é fotografar os convites assim que receber. Desta forma, quando você estiver na rua e lembrar de comprar o presente, poderá consultar na foto do convite quem é o aniversariante, a idade e data da festa. E, melhor ainda, quando estiver no carro se deslocando para o evento, poderá consultar o endereço sem correr o risco de ter esquecido o convite em casa!!





8. CORTE AS ETIQUETAS DAS ROUPAS

É bem chato usar roupas com etiquetas dentro, não é? Quando usamos em nós mesmos e sentimos incômodo, nós cortamos. Mas nos bebês e crianças precisamos nos lembrar, logo ao comprar, de já cortar aquelas etiquetas indesejáveis. Além de incomodar, elas podem causar alguma alergia nas crianças.






9. CHINELO NO AVIÃO

Em viagens longas de avião, se a criança for viajar de tênis, leve na mala de mão um chinelo. Isso facilitará que ela transite pelo avião, para ir ao banheiro por exemplo, sem precisar calçar novamente as meias e o tênis.




E você? Também tem alguma dica interessante para compartilhar com a gente?? Mande nos comentários!!




segunda-feira, 7 de abril de 2014

Os aniversariantes devem ajudar!!

É claro que tem muita gente que prefere não ter trabalho e encomendar uma festa inteira. É uma garantia de que tudo vai sair lindo e bem feito. Mas já pensou como pode ser bacana envolver as crianças na preparação do seu próprio aniversário?


Tema:
Deixe a criança escolher que tema gostaria: seu personagem ou filme favorito. Você pode até dar sugestões, mas aqui a palavra final é do aniversariante!! Se o tema que ele escolher for "difícil" (para encontrar decoração, por exemplo), vale pedir uma segunda opção!! rs

Como meus dois filhos fazem aniversário próximos e eu comemoro junto ainda têm que escolher um tema único... Ainda bem que este ano deu certo! Eles escolheram Star Wars!!!


Lista de convidados:
Pergunte à criança quem ela gostaria de convidar. Se a festa não for para a sala toda da escola, por exemplo, pergunte a ela quais amigos gostaria de chamar. O mesmo vale para os amiguinhos do prédio, da rua, etc. Deixe que ela lembre os nomes!!




Convite:
Se seu filho já souber escrever ou estiver aprendendo, dê a ele a oportunidade de nominar os convites!! Ajude-o com uma lista que tenha os nomes escritos para ele copiar ou vá soletrando, a depender do nível que ele se encontre. O meu mais velho já é craque, mas eu precisava ficar no pé para a letra sair legível... O mais novinho não se alfabetizou, mas já conhece as letras, então eu soletrava para ele escrever. Para não ficar muito puxado, o pequeno escreveu os nomes apenas dos coleguinhas da escola. O mais velho escreveu todos os outros...





Peça ajuda também para colocar os convites dentro do envelope e fechar com adesivos (essa parte eles adoram!!!).

A próxima etapa é a distribuição. Se for possível, ele mesmo deve entregar os convites aos parentes, amiguinhos do prédio, na escola, etc.


Lembrancinhas:
Quando estiver pesquisando a lembrancinha, peça ajuda a seu filho com as sugestões que você propor. É uma oportunidade também para conversar sobre os custos e quando podem gastar. Peça ajuda a ele para contar a quantidade de crianças da lista e obter o número de lembrancinhas que deverão ser compradas.

A depender do que seja a lembrancinha, pode ser que precise de ajuda também para anexar os cartõezinhos de agradecimento. Se for o saquinho de guloseimas, por exemplo (e que, por sinal, eu detesto, hahaha), tenho certeza de que as crianças vão adorar ajudar, dividindo cada bombom nos sacos (e comendo outros...).

E, por fim, dê a ele a oportunidade de entregar pessoalmente as lembrancinhas. Isso, claro, se ele não estiver ocupado se divertindo e correndo na festa!!

Esse ano, como o tema foi Star Wars, pescamos uma ideia na internet que ficou bem bacana. Cortar espaguete de piscina para transformar em sabres de luz, colando nas pontas fita adesiva (silver tape e fita preta para o cabo e botões) e colamos também um adesivo de agradecimento. Cada um na família ficou responsável por uma etapa do processo. Foi bem divertido.


Lembrancinhas: sabres de luz feitos com espaguete de piscina.

Decoração:
Peça ajuda às crianças para criar o check list, que deverá conter bolas, pratos, copos, copinhos de brigadeiro, forminhas, etc. Todos com as quantidades ao lado.




No dia da festa:
Na hora "h" de arrumar o salão as crianças devem estar presentes sim!!!! Que hora gostosa de ver a expectativa delas para começar a festa! Peça ajuda para colocar os enfeites do centro de mesa, para arrumar os brigadeiros, para escolher o local onde ficarão os presentes, etc.

Mas se eles forem pequenos, não esqueça que precisam descansar antes da festa para que não precise acabar mais cedo...

A partir deste momento, a participação da criança vai ser brincando e se divertindo!!! Afinal, o objetivo da festa é a diversão!!


Recreação no aniversário: cabo de guerra - crianças brincando de verdade!!


Recordação:
E para encerrar, deixe ela participar da confecção do álbum de fotos (ou fotolivro de preferência, hein?). Uma ótima oportunidade para relembrar como o aniversário foi legal!!


O nosso contou com a participação dos personagens do Star Wars e encantou crianças e pais!


Personagens Star Wars na festa

Darth Vader adulto e miniatura...



Boa festa pra vocês!! A nossa foi ótima e ficará na lembrança das minhas crianças para sempre!!!