quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Volta às aulas: fotos do "antes e depois"


O tempo passa tão rápido! Pra guardar na memória é que as mães normalmente abusam das fotografias, não é? Eu adorei essa ideia que achei na internet do "Antes e Depois" do ano escolar!! A ideia é tirar foto da criança no primeiro e no último dia de aula para comparar como ela cresceu!! Depois é só colocar no álbum e guardar esta recordação preciosa que as próprias crianças vão adorar!






terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Ladainha







Se ficou mocinha... Cadê o namorado?



Se tá namorando... Quando vai casar?




Se casou... Quando vem o filho?




Se teve um filho... E o irmãozinho?




Se teve dois meninos... E a menininha?




Se o filho ficou adulto... Quando vai ser Vó?




Essa ladainha eu já sei de cor!







quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

O ritual da volta às aulas



Voltar às aulas significa fim das férias, o que não agrada a maioria das crianças. Por isso eu penso que é importante criar um ritual para fazer a criança, digamos, entrar no clima!!

Esse ritual envolve coisas simples como, por exemplo, acompanhar os pais na escolha do material escolar, como lápis de cor e estojo, que toda criança adora. Eu lembro que adorava sentir o cheirinho de coisas novas... Na semana anterior, você pode entregar esse material para que a própria criança tenha o prazer de arrumar na mochila. Ela pode também ajudar a marcar seu material com seu nome...

Outra ideia bacana, para aqueles que vão seguir com a mesma turma do ano anterior, é marcar um encontro de despedida das férias, que pode ser uma tarde de brincadeiras na pracinha ou em um playground, por exemplo. As crianças voltam a se acostumar com os colegas e colocam o papo em dia, para voltar à escola já bem enturmadas.

Mas além disso tudo, os preparativos envolvem também a readaptação à rotina. É importante, na ultima semana das férias, ir voltando aos poucos o horário de dormir. Precisamos respeitar o sono das crianças para que não interfira no aprendizado. 

E o mais importante de tudo é o papel dos pais demonstrando o quanto a escola é importante e legal. Ter interesse e prazer em aprender faz uma grande diferença!! Seja o grande incentivador do seu filho desde pequeno!

Bom retorno a todos vocês!! 





Amigo

Companheiro de colégio
Hoje eu canto de alegria 
Por de novo te encontrar
Nas férias, eu brincava todo dia
Mas no fundo o que eu queria
Era mesmo estar aqui 



Uma pipa no céu todo azul
É tão linda de se ver 
E brincar de boneca pra mim 
Fez meu tempo não correr
Mas a escola é a luz
Que ilumina o caminho da gente 
E é por isso amiguinho
Que hoje eu estou tão contente



Toda volta pra escola é assim 
Tanta história pra contar
Todo mundo querendo se ver
Todo mundo querendo falar
A escola é a luz 
Que ilumina o caminho da gente 
E é por isso amiguinha 
Que hoje eu estou tão contente





domingo, 19 de janeiro de 2014

Thank you, mom!




Mais do que uma homenagem, um justo reconhecimento às mães. A Procter & Gamble acertou em cheio na campanha que realizou para as Olimpíadas em Londres, em 2012. Os 3 vídeos da campanha, que compartilho abaixo, são de emocionar. Mostram a vida dos atletas desde a infância, aprendendo o esporte, treinando, errando e acertando, mostrando o quanto as mães são também responsáveis pelo seu sucesso pelo encorajamento e pelo apoio incondicional. E mostra, principalmente, a dedicação das mães pelos seus filhos. E isso é de emocionar.

Nós, mães, que vivemos isso no dia a dia, sabemos como é gratificante e apaixonante criar um filho, apesar de todas as dificuldades. Isso foi traduzido no slogan da P&G para a campanha:

"The hardest Job in the world
Is the best Job in the world"
(O trabalho mais difícil do mundo é o melhor trabalho do mundo)


Não podia deixar de guardar aqui no blog pra gente recordar e se emocionar de vez em quando... Espero que gostem! Os três vídeos são lindos e são de emocionar...



"Thank you, mom" 
(Obrigada, mãe)




"Kept us going"
(nos manteve no caminho)


"Let's not forget the person whose encouragement got them there"
(Não vamos esquecer a pessoa cujo encorajamento fez eles chegarem lá)





"Pick them back up"
(recebê-los de volta)



"For teaching us that falling only makes us stronger"
(Por nos ensinar que a queda nos faz mais fortes)




terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Confissões de adolescente - o filme



Você pode ter vivido esta época há 10, 20 ou 30 anos atrás. Foi o que aconteceu com as protagonistas da versão original (Maria Mariana, Debora Seco, Daniele Valente e Georgiana Góes), que nesta versão atual estão no papel de adultos! Débora Seco faz a mãe de um adolescente (essa cena não nos fará bem! Rs).

Maria Mariana, escritora da versão original, passou o bastão para um roteirista mais atualizado com a adolescência de hoje, nada parecida com a que ela viveu na época em que escrevia seus diários. Assim surgiu o filme lançado esta semana e que recomendo para mães de adolescentes, pré-adolescentes e futuros adolescentes. É bom ir se familiarizando com o que vem por aí...

E você que pensava que a fase de filhos bebês era a mais difícil, hein? Engana-se! Difícil é o que vem por aí! Mas não esqueça: educa-se filhos na infância! Na adolescência torça para eles terem aprendido tudo que você ensinou, para que tenham bom caráter, bons princípios e tudo mais que uma mãe quer.

Alguns poucos leitores aqui presentes ja estão vivendo esta época de filhos adolescentes. Mas a grande maioria vai viver daqui a 5 ou 10 anos. Pra quem acha que sabe tudo, que já viveu essa fase, é bom se ligar que hoje está tudo bem diferente. E a gente tem que correr atrás para não ficar sem entender esta turminha. Ou seja, vá se reciclar!! rs

Mas fora essa visão de "estudo", o filme é bem divertido! Os temas podem parecer óbvios (primeiro beijo, primeira vez, gravidez na adolescência, bullying e, claro, redes sociais), mas foram muito bem tratados. Além disso, como ocorrem historias em paralelo (são 4 filhas), deixa a trama mais dinâmica. Aliás, é bom ficar ligado, pois o filme traz surpresas bem criativas e interessantes no seu desenrolar.

Vale a pena assistir para se distrair. Vale a pena assistir para se atualizar!! Afinal, essa época vai chegar já já!!

Fiquem com o trailer e bom filme!






quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Criança tem cada uma...



Crianças são tão espontâneas! Falam coisas tão engraçadas... Me encanta conversar com elas! É super divertido ouvir suas histórias e suas respostas, não acham?

Com meus filhos, eu anoto tudinho no fotolivro onde guardo as melhores fotos do ano e os principais acontecimentos. Desta forma, ficamos com o registro para recordar e dar muitas risadas depois!!

Eu fui lembrando de algumas frases engraçadas dos meus filhos enquanto montava o fotolivro e resolvi compartilhar aqui com vocês! Espero que gostem!



- A Tia: Peu, você passou para que série?
- Peu (aos 4 anos): Para a série A!
(confundindo com seu time do futebol)


- João (aos 7 anos): Mãe, a professora de inglês fica mandando a gente peidar várias vezes.
- A mãe: O quê, meu filho?
- João: Ela fala "page 46". Aí a gente tem que peidar 46 vezes...


No videogame:
- Peu (aos 4 anos): João, eu não sei porque você "estar" aí.
- João (aos 7 anos): Peu, quantas vezes vou precisar te dizer que não é "estar" aí, e sim, "está" aí!!
(recém-alfabetizado e já corrigindo o português do irmão)


- A mãe: Tenho que desligar o ovo!
- João (aos 3 anos): O quê? Desligar o ovo? Ovo não é DVD!


- Peu (aos 4 anos): Eu tô passando mal, mãe!
- A mãe: De quê, filho?
- Peu: De eu todo...


Meu sobrinho acampando com a mãe na Praia do Forte:
- Eu quero voltar pro Brasil!!
(foi tipo um pedido de socorro. rs)


- João (aos 6 anos): Meu pai casou 2 vezes
- A avó: Não, João, foi uma vez só
- João: Foram 2 sim, porque nasceu eu e Pedro!


- João (aos 6 anos): Esse copo tá cheio de vidro!
(confundindo gelo)


- A mãe: Você sabe o que é badogue, filho?
- João (aos 6 anos): Sei! Um tipo de cachorro!!
(confundindo com buldogue...)


- João (6 anos) - o que é próspero, mãe?
- Pedro (3 anos) - Eu sei! Aquilo que queima as pessoas!
(confundindo com fósforo...)


- A mãe: Seu irmão vai nascer em Abril!
- João (aos 3 anos): E fechado?


- O avô: Quem te deu esse presente, Pedro?
- Pedro (4 anos): Papai Noel. (sussurrando) Na verdade eu sei que foi meu pai... João me disse!
(entregando o irmão que contou antes da hora...)




E vocês? Lembram de alguma frase ou história engraçada de alguma criança?? Compartilhem aqui nos comentários!!


sábado, 4 de janeiro de 2014

Titio Noel




O ano já virou mas ainda não parei de pensar no Natal!! É que na semana passada assisti a um filme bem bacana - Titio Noel (Fred Claus)- e queria compartilhar aqui a mensagem importante que o filme passou.

Só para situar vocês, o filme conta a história do irmão do Papai Noel (Vince Vaughn - adoro! - no papel de Fred Claus, o irmão de Santa Claus) e é uma ótima opção para asistir em família, ou seja, as crianças com os pais.

"Depois de crescer à sombra do seu irmão, Fred se transformou em um tremendo trambiqueiro. Então, em um dezembro mágico, ele voa até o Pólo Norte para tomar dinheiro emprestado de Nick (Santa Claus) e o encontra encarando um problema bem maior: alguém (Kevin Spacey) está tentando acabar com o Natal" (sinopse de Titio Noel).

A história toda é bem criativa e divertida. Vou logo avisando que adoro contar o final, mas não é exatamente isso que vou fazer... rs. É que Fred Claus, o irmão do Papai Noel, precisa ajudá-lo com a operação de Natal e fica responsável pelo departamento "Malvado - Bonzinho", cuja função básica é carimbar na ficha das crianças quem foi malvado durante o ano e não ganhará presente de Natal ou quem foi bonzinho. Este era o procedimento padrão, mas desde o início incomodava a Fred. Até que Fred, após uma discussão com seu irmão, resolve desabafar em uma linda mensagem que me deixou comovida:


"Uma coisa vem me corroendo desde que cheguei aqui. Sua lista de "bonzinho - malvado". Não existem crianças malvadas. São todas do bem. Algumas delas sentem medo. Algumas sentem que não são ouvidas. Algumas deram uma falta de sorte danada. Mas toda criança merece presente de Natal" (Fred Claus).

Isso me fez refletir sobre o quanto as crianças são julgadas e incompreendidas, quando na verdade elas são reflexo da educação que recebem e do ambiente em que vivem, que vão lhes tirando toda a pureza. Criança precisa de atenção, de pais presentes, de amor e de cuidados básicos. Quando as crianças estão com comportamento inadequado, pode ter certeza de que existe alguma coisa ali, que merece atenção e compreensão e não julgamento. O problema das crianças está nos adultos!!




Fiquem com o trailer do filme e espero que com a vontade de assistir! Boa diversão para vocês!!





Obs: o filme está disponível na Netflix.