domingo, 28 de abril de 2013

De que são feitos os meninos?


 

Meninos... Ah! Meninos! Que doce surpresa para uma mulher conceber um menino! E mergulhar em um mundo desconhecido, cheio de coisas a se descobrir! Um mundo bem mais prático, diga-se de passagem.

Mãe de menino é assim... Tem que aprender a curtir futebol. Tem que torcer para o time. Tem que assistir partida (de vez em quando). Tem que ir ao estádio (pelo menos uma vez! rs). Tem que saber comprar chuteira.



Tem que brincar de luta (sim, faz parte! rs) e se esforçar para não colocar sempre uma pitada de romance na história. Tem que brincar com muita ação. E fazer muita sonoplastia (pow/ paft/ bumm!). Tem que ler mais Cebolinha do que Mônica. E sem dúvida não vai conseguir ler muitas histórias de Princesas (apesar de muitas vezes a gente só lembrar destas para contar...). E nada de novelinhas água com açucar do SBT! rs

Imagem: http://revistacrescer.globo.com


Tem que se acostumar a aventuras, a brincadeiras radicais, a video games, PS, DS e qualquer variação que surgir. E tem que se segurar para não deixá-los arrumados demais. Tem que deixá-los falar um pouco de porcarias. Soltar pum e tirar meleca fazem parte desse universo masculino, sem censuras!

Imagem: www.tvconquista.com.br


Mas menino também brinca de casinha, de papai e filhinho, de fazer comidinha e com bonecos. Os meus adoram isso tudo. Não existe preconceito. Mas, sim, eles brincam de forma diferente. De um jeito de menino, que só quem tem um sabe como é.

Meninos parecem ser brutos, mas podem ser amorosos demais também. E, meu Deus, como são galantes e conquistadores! E como arrasam o coração de uma mãe apaixonada! Enquanto são bebês são nossos, mas crescem ganhando o mundo e se aliando aos pais. Mas nós, mães, estaremos sempre os guiando e orientando... para que cresçam educados e gentis, saibam fazer suas escolhas, tenham responsabilidades na sua vida e saibam também ser bons pais. Mas, enfim, seja no presente, seja no futuro ainda distante, esses meninos precisam de nós e de todo nosso cuidado e ensinamento.

Imagem: mdemulher.abril.com.br


Por trás de um grande homem....

Ah, não preciso nem completar, não é, meninas?

 


 

 
 
 
Leia também aqui no blog: Os Meninos e Os Pais
 
 
Trecho extraído da Coleção: MUNDO DA CRIANÇA - Volume1 Adap. M. L. Figueiredo.

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Mãe, o que é PEC?



Se pra gente está difícil entender tanta mudança, imagine para as crianças!

De uma hora para a outra, a babá tem que sair mais cedo, chegar mais tarde, ganha mais dia de folga ou não pode ficar com as crianças na sua sagrada hora do almoço ou pára de acompanhar em festinhas e passeios e até de dormir junto.

Nas rodas maternas, este é o assunto do momento! E como não haveria de ser? Colocou nossas casas de cabeça para baixo, literalmente! Deu uma sacudida no tapete, levantou poeira e bagunçou tudo!! Nas rodas infantis, pelo visto, o assunto também está intrigando... Até as crianças já estão estranhando essa PEC!!

"Mãe, cadê minha babá?? Por que é que ela saiu mais cedo? Por que ela não vem amanhã?? Eu vou ficar com quem?"

São coisas que temos que escutar... e explicar, apesar de um pouco complexo colocar os cálculos de horas extras na cabecinha dos nossos iniciantes em matemática.

E assim, a mudança atinge a nossa vida pessoal e profissional! Nada de hora extra no trabalho!! Tá todo mundo preocupado em sair mais cedo! Alguém me explica como uma mãe pode trabalhar 8h fora, adicionando tempo para deslocamento, sendo que só pode sair quando a babá chega e só pode liberar a babá quando retorna?

E tudo fica nas costas das mães mesmo. Não tem jeito. Vocês já imaginaram um homem falando para o chefe "Vou me atrasar porque a babá não chegou" ou "tenho que sair mais cedo para liberar a babá?". Esquisito, não? E muita gente não compreende. Mas de fato, a empresa não tem nada a ver com a vida pessoal dos funcionários. Ela precisa da presença e do serviço e pronto.

Voltando para nossa PEC, e o horário de almoço? Quem inventou, esqueceu que criança não pode ficar sozinha... Meu sobrinho que ainda é bebê, tem que se contentar a ficar 1h sem ir para o colo da babá, quando ela está no horário de almoço! Pelo visto, a PEC está assustando mais do que o Bicho Papão!! E se elas não podem trabalhar neste intervalo, ficam fazendo o quê? Esta é a pergunta que não quer calar!

Mas apesar de todos os desafios que esta mudança nos traz, já falei aqui sobre como será bom ver surgir as novas mães brasileiras, iniciando assim uma época em que teremos MAIS MÃES E MENOS BABÁS para cuidar dos nossos filhotes.

Só precisamos ajustar um pouquinho para a realidade e procurar ver sempre pelo lado positivo, especialmente pelas conquistas destas profissionais, que foram muito merecedoras.

E para descontrair um pouquinho, aqui vai a dica de um filme sensacional para as mães: "Não sei como ela consegue!", com Sarah Jessica Parker, uma comédia romântica que conta a história de uma "típica mulher moderna que dá conta de manter um bom emprego fora de casa, educar dois filhos, cuidar do marido e estar sempre linda e loira". 

Vejam o trailer e aproveitem para se divertir e descobrir que passamos pelas mesmas dificuldades, mas que é bom demais ser mãe!





segunda-feira, 15 de abril de 2013

As novas mães brasileiras



Vão surgir as novas mães brasileiras... ou melhor, ressurgir! A PEC das Domésticas trará efeitos positivos com a mudança de hábitos na família brasileira, que há algum tempo se acostumou a terceirizar a maternidade. Só que agora essa terceirização pesou no bolso e as mães deverão voltar a colocar a "mão na massa".

Sim, porque aqui no Brasil, diferente de países do Primeiro Mundo, as mães não vivem sem babá. É babá dormindo em casa, é babá passeando e viajando com a família, é babá empurrando bebê no carrinho para a mãe não ter trabalho, é babá diurna, é babá noturna, é babá folguista... e haja babá!!

Acho importante ter babá para ajudar, principalmente para as mães que trabalham fora. Mas o que era para ser ajuda virou exagero, não acham? Não vou generalizar, pois muitas mães não são assim. Mas é bom que fique o alerta: criança precisa de mãe!!

A outra moda é contratar enfermeiras para recém-nascidos!! Salvo se nascer com alguma doença, que de fato justifique uma enfermeira. Fora isso, vamos deixar de exagero!! A mãe pode estar cansada, mas está cheia de amor para dar! E é disso que um bebê precisa. E se a mãe está cansada, tem o pai, as avós e as tias. Todo mundo tem que participar. É bom ter a ajuda de uma babá. Mas ter enfermeira é um luxo exagerado que muitas mães nem param para pensar. Se acham incapazes, mas deveriam saber que quando nasce um bebê, nasce uma mãe, que com certeza vai saber ser mãe. E para isso, deve aproveitar a gestação para ler bastante, fazer cursos e conversar com o pediatra.

E à noite? Muitas mães iam dormir sonos tranquilos enquanto deixavam o bebê dormir com a babá. Essa eu nunca entendi! De fato, é muito ruim acordar no meio da noite, mas eu sempre pensei: se é difícil para mim, que sou mãe e amo meu filho, imagine para uma pessoa que estaria a serviço? Prefiro eu, pois meu mau humor passava rapidinho ao acalentar meu bebê. Eu não conseguiria dormir imaginando se meu filho estaria sendo bem atendido à noite.

Mas o fato é que a relação mudou! Babá 24h acabou! E as mães vão ter que se movimentar. E vai ser bom demais! Ver as mães voltando a ser mães, acordando de noite para acalentar o bebê. Ver os pais aprendendo a fazer o "gagau", chegando cedo em casa para liberar a babá. Ver a família no shopping unida e dando atenção aos filhos. E ver as babás trabalhando nos momentos necessários. Tudo isso vai ser bom demais. Filho precisa de mãe. Filho precisa de pai. Filho precisa de criação com apego ("attachmente parenting"). E boas vindas às novas mães brasileiras!





Leia também:

PEC das Domésticas. E as mães como ficam?

As mães sumiram das pracinhas.

Filhos das babás.



sábado, 13 de abril de 2013

Novidade Superbacana!



Hoje tenho uma novidade Superbacana para contar a vocês!

Quando comecei a escrever o blog, há quase 2 anos, comecei a me encantar ainda mais com o universo da maternidade, universo pelo qual eu já era apaixonada há alguns anos, desde o nascimento dos meus filhos. Com o tempo, com os leitores e seguidores que fui conquistando, me inspirei para sonhar um pouquinho mais alto. Foi aí que nasceu uma ideia Superbacana! Ideia que quero apresentar a vocês hoje.

A Superbacana é uma loja virtual de presentes para crianças! Foi sonhada, planejada e criada com o maior amor do mundo: o amor de mãe! De uma só, não! De duas mães, pois contei com uma grande parceira para isso (minha melhor amiga, vizinha e comadre, etc. rs).

Nós selecionamos produtos bacanas, interessantes e divertidos para crianças até 8 anos, como brinquedos, livros, roupas e muitas outras ideias, e temos certeza de que você vai gostar.

Faça uma visita! Ficarei muito feliz em ter você como cliente!

Conheça alguns produtos:


Bicicleta Stepi (modelo alemão)

Coisas de Menino

Kit Espiã

Carteiro Mirim

Kit Confeiteiro Mirim

Livro porta-dentinhos

Body Superboy

Surfwear Maravilha UV

Camisa Capitão

Livro Pop up 360o

Prato Food Face

Máscara dinossauro

Jaleco Veterinário

Kit Paleontólogo



Espero sua visita! www.lojasuperbacana.com.br




domingo, 7 de abril de 2013

Enxoval nos EUA: sim, vale a pena!!

Imagem Blog Circuito Viagem


De uns 5 anos para cá, virou moda fazer enxoval nos Estados Unidos. Unir o útil ao agradável de fato vale a pena. Além de ser uma viagem dos sonhos, os preços que encontramos por lá são muito, mas muito compensadores.

Eu não fiz meu enxoval no exterior (não pensava nisso há 7 anos atrás) e acho que não faria uma viagem grávida, porque acho muito mais importante o acompanhamento da saúde e segurança do bebê do que a "maratona" de uma viagem ao exterior. Mas tive a oportunidade de viajar com meus filhos maiorzinhos e de fato compensa muito comprar roupas e sapatos para um ano inteiro (como muitos fazem) além de babás eletrônicas, cadeirinha para carro, cadeirinha de comer, carrinho de passeio, cremes, etc. Não podemos esquecer das camisas UV (com proteção solar), ainda difíceis de achar por aqui. Tudo muito mais barato do que no Brasil! Preços menores e qualidade maior!

Antes de ir, o ideal é se informar, pegar dicas e referências. Nas minhas andanças virtuais, encontrei um blog bacana, especialista no assunto, o Compras Baby. Vale a pena dar uma olhadinha, pois ele está sempre antenado com as novidades e sabe indicar direitinho o quê e onde comprar. Veja outros links sugeridos ao final.

A farra de compras é tão boa que nos outlets, além dos descontos que já oferecem e que chegam a 50%, ainda conseguimos descontos de mais 10% ou 20% em cupons promocionais impressos pela internet (veja links ao final do post) ou obtidos através dos livrinhos de descontos fornecidos nos balcões de informação, quando se chega lá.

Outro detalhe é que para ganhar tempo muita gente opta por fazer algumas compras pela internet, em sites como a Amazon.com ou das próprias marcas desejadas, e solicitar entrega no hotel. Isso é bom para os acessórios e itens maiores (carrinhos, cadeiras, eletrônicos), para garantir que você vai comprar exatamente o modelo que quer sem procurar muito. Mas antes de comprar, entre em contato com o hotel para saber se é possível. Alguns cobram taxa para recebimento e guarda das encomendas.

Muita gente diz que a economia compensa até os gastos com a viagem! Mas o fato é que ainda dá para se divertir e fazer passeios bacanas em meio às compras. Então que vale, vale!!


Lojas bacanas para as crianças:

Carter's
OshKosh B'gosh
BabyGap Outlet
Tommy Hilfiger Kids
Polo Ralph Lauren Children's Factory
Disney Store Outlet
Toys 'R' us
Babies 'R' Us

Cupons promocionais:
http://www.retailmenot.com/
http://www.premiumoutlets.com/
ou nos sites das lojas desejadas.

Principais outlets:
http://www.premiumoutlets.com/
http://www.simon.com/mall/sawgrass-mills/portuguese

Além dos outlet, mercados, como o Wallmart e Target, são ótimos para comprar variedades com preços bons (como roupas, utensílios, cremes, protetor solar, eletrônicos, carrinhos guarda-chuva de US$ 15,00, etc.). Dá para sair com o carrinho cheio sem nem perceber!


Se ligue:

Cuidado com o excesso devido ao limite de bagagens e peso!! Evite também o excesso de consumismo! Bebês não precisam de tanta variedade assim. Controle seus impulsos! Ao invés de exagerar no tamanho para bebê, aproveite para trazer roupinhas de tamanhos maiores, que ele possa usar com 1 ou até 2 anos (depois disso dá para repetir a viagem!).

E aproveite bem a viagem!!




Confira outros links interessantes que selecionei para você ficar bem informada com dicas de lojas e produtos:

http://comprasbaby.com.br/
http://circuitoviagem.blogspot.com.br/2012/06/dicas-e-peripecias-enxoval-nos-eua.html
http://viajeaqui.abril.com.br/materias/enxoval-de-bebe-nos-estados-unidos-compras-vale-a-pena
http://www.viajenaviagem.com/2012/12/enxoval-de-bebe-nos-estados-unidos-o-que-comprar/
http://www.vamosparaorlando.com.br/compras.htm