terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

7 dicas para um aniversário superbacana!







Quem aqui gosta de comemorar o aniversário dos filhos, levanta a mão!! \o/ \o/ \o/

Eu adoro!! E gosto quando os aniversários são pensados para as crianças se divertirem. Por isso, selecionei 7 dicas com detalhes importantes que podem fazer a festinha do seu filho ficar muito mais legal.


1. CONVITE
Os aniversários infantis estão cada vez mais requintados e criativos. Cada detalhe da festa é mega elaborado. Até os simples convites perderam a vez para convites que às vezes mais se parecem com uma lembrancinha (ou quase com o presente que a gente daria! rs). Fora os preços! Para cada unidade de convite o custo da festa vai lá pra cima. Eu acho lindo, bacana, para quem estiver disposto a pagar. Mas se o seu dinheiro é contado, mantenha o velho e bom convite de papel. E, para quem mora distante, eu não hesito em enviar um convite virtual. Tem coisa pior do que sair pingando de casa em casa para deixar convite na portaria?

2. HORÁRIO
Crianças normalmente dormem (ou deveriam dormir) cedo! Na minha opinião festa de aniversário para crianças deve ser pela tarde, começando entre 15h e 17h. Quando se marca uma festa para às 19h, sabemos que os convidados só começam a chegar 19:30h, 20h e a festa só vai terminar depois das 22h. Pais exaustos, crianças imundas e suadas que certamente chegarão dormindo!! Não vou mentir que coloco na cama com roupa e tudo. O máximo que faço é limpar o pé! rs

3. ENTRETENIMENTO
Já deu o que tinha que dar festa que só tem pula-pula e piscina de bolinhas. Vamos fazer algo diferente? Tem gente que fica pensando em como ocupar as crianças e quer que elas fiquem pulando a festa inteira. As crianças adoram, mas eu já enchi o saco!! Quero novidade!! Que tal um teatrinho, um show de mágicas, pintura, recreação?? Vamos usar a imaginação e sair do comum! Mas lembrem-se de pesquisar bem para escolher fornecedores bacanas.

4. COMIDAS
Por que todo aniversário serve as mesmas coisas??? Coxinha, quibe e frituras em geral não saem de moda nas festinhas, mas diante da geração saudável que muitos já se esforçam para criar, é muito bacana oferecer opções diferentes... e mais saudáveis!! Podemos começar trocando as frituras pelos assados. Empadas, crepes, pãezinhos continuam sendo boas pedidas. Com relação aos doces, não vivemos sem eles, mas devemos pelo menos evitar as porcarias, como balas, chicletes e pirulitos. Alguns vão pensar que é um absurdo, que criança tem que se lambuzar dessas coisas, mas eu ainda acho que se não forem estimuladas não sentirão falta, concordam? Economize seu dinheiro com a famosa "mesa de guloseimas" e gaste na diversão!!

5. BEBIDAS
O mesmo com relação às bebidas. Cada vez é maior o número de pais preocupados com a alimentação dos seus filhos. Uma das coisas mais evitadas por esses pais é o refrigerante, principalmente com as crianças pequenas. E, para mim, não há nada mais deselegante do que ir a uma festa e só ter... refrigerante!! Meus filhos passam a noite bebendo água!! Um suquinho é charmoso e educado, ok?? Pode ser de caixinha mesmo, em nome da praticidade, claro!

Oura coisa que não concordo nos aniversários de crianças é a bebida alcóolica. Gente, é aniversário de criança, com criança e para criança! Os pais estão lá para acompanhar e cuidar dos seus filhos e não para beber, mesmo que "socialmente"... Fora que o custo vai lá pra cima... rs!

6. LEMBRANCINHAS
Ainda na linha de geração saudável, vocês devem imaginar qual a lembrancinha que mais detesto! Aqueles saquinhos cheios de porcarias!!! Balas, bombons e pirulitos aos montes para crianças que mal nos deixam escovar os seus dentes!! Como meus filhos nunca comeram balas, quando chegam em casa com os saquinhos, eu abro, tiro todas as balas que eles não comem e deixo apenas os brinquedinhos e chocolates. Não fica quase nada... Tadinhos!

Outras lembrancinhas que não gosto são as entregues pelas Casas de Festa. Paga-se caro por um aniversário lá e as lembrancinhas são sempre sacolas, estojos, squeezes... Criança gosta de brinquedo, minha gente!!

Vamos ser mais criativos e escolher um brinquedinho ou um livrinho, de preferência que tenham a ver com o tema da festa. Uma ideia bacana é fazer oficinas monitoradas para confecção da própria lembrancinha.

7. FOTOS
Eu amo fotos e acho importantíssimo o registro do aniversário. Tenho álbuns de todos os anos. Eu e meus filhos adoramos ver. Mas o que é muito chato é ficar pedindo a uma criança, que está louca para se divertir, para ficar tirando fotos com todos os convidados. Não exija isso do seu filho. Combine com ele para tirar fotos sozinho logo no início da festa e com os pais, irmãos e avós, no máximo. Depois deixe ele ir brincar e o fotógrafo faz fotos naturais. Nada de ficar chamando a criança mil vezes para olhar para a foto, pois isso é um saco e não deixa a criança se divertir. Caso queira imagens dos convidados, peça para que o fotógrafo faça fotos deles sozinhos. Depois é só montar no álbum uma página com as fotos de vários convidados. Deixe para na hora do "parabéns" tirar o restante das fotos, com a criança perto do bolo, cercada pelos parentes e amigos.


Essas foram as 7 dicas que selecionei para fazer um aniversário superbacana. E vocês, o que acharam? Do que mais gostam e menos gostam nas festinhas infantis??
 
 
 

sábado, 16 de fevereiro de 2013

Operação Jogo Duro!

Google imagem



A operação jogo duro vai começar! Cansei de passar a mão pela cabeça e justificar que todo ataque de birra é fome, sono ou alguma necessidade básica não atendida!! Agora é tolerância zero para malcriação!

Quando a criança começa a passar dos limites e você começa a passar vexame por aí, é hora de virar o jogo e mostrar quem está no comando! Meu caçula (os caçulas são sempre mais danados?) começou a fazer umas birras horrorosas... E eu percebi que eu estava sempre justificando... que era porque ele estava com fome ou com sono ou qualquer outra motivação provocada por alguma necessidade básica não atendida.

Logo eu, leitora fiel de Steve Biddulph e seu livro "O segredo das crianças felizes", que aborda sobre ensinar os filhos a lidar com as emoções... e a controlar suas emoções... e a saber expressar a raiva, a tristeza e o medo de forma mais controlada... Achei que tinha aprendido! Mas a verdade é que ser mãe é uma eterna aprendizagem e um eterno teste dos nossos próprios limites...

E aqui estou eu com o coração na mão, tentando endurecê-lo (até fazendo birra eu me derreto toda... que problema, hein? rs). Mas sou uma mãe consciente, não se preocupem. E aqui registro a minha promessa: a operação jogo duro começou! Vou botar esse menino na linha!! rs

A seguir cenas dos próximos capítulos... e que tenha um final feliz!



quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Muito além do peso...



Muito além do peso. Muito abaixo da expectativa de vida.

Muito além do excesso de comida, uma questão de cultura e educação.

O que estamos fazendo com essa nova geração? Ao contrário de todas as outras, que sempre viveram mais do que a geração anterior, essa nova geração tem promessa de viver menos. Muito menos... porque come muito mais... muito mais besteiras...

Pode não fazer sentido para alguns, pode parecer tolice para outros. Pode ser descaso de alguns, pode ser comodidade para outros. Mas o certo é que nós somos responsáveis por nossas crianças. E pela vida que elas terão pela frente. Nós guiamos as suas escolhas. E elas vão sofrer as consequências das nossas escolhas erradas.

E eu que pensava que nossa geração fosse tão consciente! Consciente dos males dos fast-foods, dos enlatados, dos refrigerantes... Mas é por este mesmo caminho que levam as crianças. Por um caminho que elas nem deveriam conhecer. Os pais de hoje não sabem dizer "não" a seus filhos, mas dizem não à saúde e à vida.

Eu acho tão feio uma criança tomando refrigerante! E balas e bombons? Pra mim, isso é coisa do passado. Dá sim para ser criança e não se viciar nessas porcarias. Mas as crianças estão o tempo todo sendo assediadas para comer o que não presta. Na escola, nas festinhas, no shopping na televisão.



Só o que quero é ser mais uma multiplicadora desta fantástica campanha que virou documentário. Um documentário incrível, lúcido e chocante.

É longo, mas não deixe de assistir. Não queira que seu filho viva 10 anos a menos que você.




"Muito Além do Peso

 (Way Beyond Weight)
84', cor, censura livre.

Obesidade, a maior epidemia infantil da história.

"Um filme obrigatório para qualquer pessoa que se importe com a saúde das nossas crianças" Jamie Oliver

Pela primeira vez na história da raça humana, crianças apresentam sintomas de doenças de adultos. Problemas de coração, respiração, depressão e diabetes tipo 2.
Todos têm em sua base a obesidade.
O documentário discute por que 33% das crianças brasileiras pesam mais do que deviam. As respostas envolvem a indústria, o governo, os pais, as escolas e a publicidade. Com histórias reais e alarmantes, o filme promove uma discussão sobre a obesidade infantil no Brasil e no mundo".






Conheçam o site da campanha: http://www.muitoalemdopeso.com.br


Pare! Pense! Mude!


Veja também: Alimentação Saudável.