terça-feira, 26 de junho de 2012

Brincadeiras para o carro



Sabe aquela hora que você está dirigindo sozinha com as crianças no fundo do carro e começa a confusão típica de irmãos?? Seja durante uma viagem, seja no trajeto de casa para a escola, essas situações são mais comuns do que pensamos! Pois é nessas horas que você precisa rapidamente de uma ideia para distrair a criançada e deixar a paz reinar!

Veja algumas ideias de como entretê-las no carro:



1. ABC
(indicada a partir dos 4 anos)

Cada participante na sua vez diz uma palavra que comece com determinada letra. Pode-se sortear a letra (contando nos dedos) ou  usar a ordem alfabética. A brincadeira pode variar conforme a idade da criança. Se forem pequenas, vale qualquer palavra que comece com a letra definida. Para ajudar, você pode sugerir as sílabas iniciais (ba.... be....) para que eles consigam lembrar mais facilmente das palavras. Se forem maiorzinhas, defina um tema: animais, frutas, cidades, etc.

E por aí vai!




2. O QUE É, O QUE É?
(variação: quem é quem é?)

Forneça uma descrição de coisas ou personagens que as crianças conheçam. O grau de dificuldade vai variar com a idade das crianças.

O que é o que é um círculo amarelo no céu?
O que é o que é que as crianças levam para a escola com o lanche?
Quem é quem é dentuça, baixinha, gorducha e tem um coelhinho?
Quem é quem é que tem uma trança enorme e vivia em cima de uma torre?

E por aí vai!!

Obs: a ideia aqui não é usar as charadas prontas (o que é o que é que cai em pé e corre deitado?), e sim, descrições simples para as crianças adivinharem.




3. CONTINUAR A HISTÓRIA

Cada participante vai dando continuidade a uma história inventada!

"Era uma vez um menino que vivia no meio da floresta.."

"...um belo dia ele foi passear e encontrou um leão..."

"...o leão correu atrás dele e ele conseguiu fugir..."

E por aí vai!




4. ENCONTRAR O CARRO DE UMA COR

Cada um escolhe uma cor de carro e vai contando quantos achar!! A contagem verdadeira é o que menos importa nesta distração!! O problema desta brincadeira é que normalmente termina em briga!!






E vocês? Têm mais alguma dica para esses momentos??



Além dessas brincadeiras, um CD com músicas engraçadas e interessantes, como o da Arca de Noé, é ótimo para distrair as crianças! Confira a dica do CD!

Veja também opções de como entreter as crianças em viagens de avião!


quarta-feira, 20 de junho de 2012

Rio +20 e o futuro das nossas crianças



"Se você pudesse construir o futuro, o que você gostaria de fazer?"

A Rio +20 - conferência das Nações Unidas sobre desenvolvimento sustentável - que está acontecendo no Rio de Janeiro (de 13 a 22/06) propôs esta reflexão à população mundial. Ou talvez um desafio. Um desafio assustador: deixar um mundo habitável para nossos filhos e netos.

Será que conseguimos?

Vejam só alguns desafios levantados pela ONU*:

  • "ÁGUA: Até 2050, pelo menos uma em cada quatro pessoas deverá viver em um país afetado por escassez crônica ou recorrente de água doce.
  • ALIMENTOS: Uma mudança profunda no sistema global de alimentação e agricultura se faz necessário se pretendemos alimentar as 925 milhões de pessoas que passam fome hoje, e os 2 bilhões que serão acrescentados a este número até o ano de 2050.
  • OCEANOS: A gestão cuidadosa dos oceanos é crucial para um futuro sustentável.
  • DESASTRES: Em um ritmo acelerado de desastres ceifando cada vez mais vidas e destruindo propriedades – e com o alto grau de concentração de assentamentos humanos –, pensar em um futuro inteligente significa pensar em planejamento antecipado e em manter-se alerta.
  •  CIDADES: Os desafios mais comuns enfrentados pelas cidades incluem trânsito, falta de fundos para prover serviços básicos, a falta de habitação adequada e infraestrutura em declínio.
  • EMPREGOS: Existem atualmente 190 milhões de pessoas desempregadas e mais de 500 milhões vão procurar emprego nos próximos 10 anos. As políticas econômicas e sociais que visam a criação de empregos são fundamentais para uma sociedade mais justa.
  • ENERGIA: Energia é ponto central em praticamente todos os grandes desafios e oportunidades que o mundo enfrenta hoje em dia. Seja em relação a empregos, segurança, mudança climática, produção de alimentos ou aumento de renda, o acesso a energia para todos é essencial".


Se continuarmos vivendo só o HOJE sem nos preocuparmos com o AMANHÃ, o Planeta não terá mais recursos para sustentar nossos filhos, netos e as futuras gerações.

E foi com esse discurso, que há 20 anos atrás, na Eco-92, uma menina de apenas 12 anos - Severn Suzuki - ficou famosa como a "menina que calou o mundo". Severn falou para os principais líderes de cúpula e lembrou-lhes que eles também são pais e filhos. E por mais este motivo devem buscar soluções para as questões do planeta.





Enquanto a cúpula está reunida, vamos começar com ações dentro das nossas próprias casas! Pense no que você pode fazer: reduzir o lixo (consumir menos), reciclar o lixo, racionar a água, imprimir menos, desligar as luzes, não desperdiçar alimentos, ...






E, do fundo do coração, desejo que esta história tenha um final feliz!


* Retirados do site: http://www.ofuturoquenosqueremos.org.br
Site oficial Rio +20: http://www.rio20.gov.br/

sábado, 16 de junho de 2012

O melhor post do mundo!



Queridos leitores!

Estou participando de um concurso da Limetree que quer encontrar o "Melhor Post do Mundo" com o tema relacionado à maternidade.

O "melhor post do mundo" será escolhido por votação. Pretensões à parte, é sempre gostoso participar! Quem conseguir mais votos, será o ganhador! Por este motivo, gostaria de pedir o voto de vocês!!

Confiram o passo-a-passo:




1o. passo: Acessem o link do meu post http://bit.ly/MdxQIb

2o. passo: Curtam a Fanpage da Limetree (botão curtir no topo esquerdo da página)

3o. passo: Cliquem em "VOTE" (botão ao lado do texto do post)


A Limetree é um site super bacana, onde nós, mães ou pais corujas e cibernéticos, podemos registrar a história dos nossos filhos, de maneira privada ou com quem quisermos, postando fotos, vídeos e textos, por exemplo, em uma linha do tempo. Podemos registrar a foto do nascimento, um vídeo de quando começou a andar e escrever uma cartinha para nosso filho, que ele poderá ler quando estiver maior!

Aproveitem para compartilhar com os amigos!!

VOTE AQUI!

Obrigada!!

terça-feira, 12 de junho de 2012

Dia dos Namorados e o triângulo amoroso!



Dia dos namorados chegando... Quando a sua vida se resumia a dois, comemorar era fácil! Sair à noite, viajar, namorar... tudo quando bem entendesse! Mas quando nasce um filho, nasce também um triângulo amoroso que, querendo ou não, atrapalha o relacionamento.

E que pai ou mãe aqui não teve dificuldades no relacionamento após o nascimento do filho?? Cansaço extremo, noites sem dormir, mudanças no corpo, preocupação com o bebê, falta de tempo para cuidar de si... que mulher não passou por isso em seu pós-parto? Além de todas as dificuldades, ser mãe fascina e, após o nascimento dos bebês, é normal que muitas se dediquem inteiramente ao papel de mãe e deixem de lado o papel de esposa. Como diria Içami Tiba*: "o papel de mãe avassala o de esposa". E isso é natural, instintivo talvez! Somos mães em primeiro lugar!

"O pai é mais ligado na companheira que nos filhos; e a mãe, muito mais ligada nos filhos que no companheiro". Içami Tiba


"O vínculo do bebê com a mãe é sempre maior do que com o pai. Quando o bebê nasce, ele e a mãe continuam sendo uma coisa só". Revista Crescer.

E eu posso afirmar que isso não é só teoria. Quando meu primeiro filho nasceu, eu senti exatamente isso. Me transformei em uma mãe leoa completamente dedicada ao meu filho. Eu não queria descansar, só queria cuidar dele. Enquanto isso, meu marido se preocupava comigo, cuidava de mim em primeiro lugar. E vendo toda a dedicação que eu tinha ao nosso filho, ele reforçava o quanto me amava e admirava. E eu achava estranho para ele o bebê estar em segundo plano...

Achei interessante também porque outro dia um colega me perguntou, encucado: "como é que uma mulher pode amar mais o seu filho do que o seu marido?" Na opinião dele, o marido chegou antes do que o bebê e portanto tem mais tempo de relacionamento! rs Cada cabeça é um mundo! E vivendo essas situações pude entender que a mulher e o homem realmente pensam e sentem de forma diferente. Mas somos um triângulo, lembram?

"Antes a mulher dava atenção exclusiva ao marido e vice-versa. Agora, há entre eles um terceiro elemento. Que é lindo, fofo, mas tem cólicas, chora, quer mamar várias vezes durante o dia – e a noite! – e faz cocô em horas impróprias" (Revista Crescer).

O bom nisso tudo é que é uma fase, que passa sim!! Tem que ter paciência e persistência! Paciência para entender que esse comportamento das mães é normal. Não é fácil passar por um pós-parto e não é fácil cuidar de um filho, principalmente nos 3 primeiros anos. Não é fácil lidar com as mudanças no corpo, com o cansaço, nem aguentar poucas horas de sono. E persistência para manter o relacionamento, o romance e o amor.


"Crianças parecem crescer de forma mais fácil e feliz quando a mamãe e o papai são afeiçoados e interessados um no outro - em grau tal que a criança não possa se colocar entre eles, mesmo que tente (e elas tentam!)" (Steve Biddulph, em O Segredo das Crianças Felizes").

Esse amor de marido e mulher faz muito bem, não apenas ao casal, mas aos filhos, que aprendem com seus pais a amar. E esse é o triângulo amoroso mais lindo que existe! As 3 pontas unidas têm apenas que tentar se equilibrar!

No meu caso, já é um "quadrado amoroso". O quadrado mais perfeito que eu poderia desenhar!


Aproveite, não apenas hoje, mas todos os dias, para comemorar e celebrar o amor!





* Içami Tiba: psquiatra e escritor de livros como o best-seller em educação "Quem Ama, Educa". Sou fã!!

Confira reportagem da Revista Crescer sobre o Triângulo Amoroso, entre pais e filhos.

Leia artigo sobre o Livro "Como Reinventar o Casamento depois que os filhos nascem", de Gary Chapman (esse eu não li ainda...)

quinta-feira, 7 de junho de 2012

Você quer realmente saber quanto custa um filho?


Este post é candidato ao concurso “O melhor post do mundo da Limetree


Muita gente se pergunta: quanto custa um filho? Em outros tempos, eu me recusaria a escrever sobre isso. Mas vejo que cada vez mais pessoas ficam planejando (nada contra) e protelando (um pouco contra) a decisão que deveria ser a mais importante da sua vida: gerar uma vida... ter um filho... compartilhar a vida com ele... e sentir o maior amor do mundo.

Os cálculos são muitos, para quem quer saber. Assim como são todas as contas da nossa vida, desde que nos tornamos independentes. Aprender a equilibrar o que ganhamos e o que gastamos sempre é um desafio, principalmente com o sonho que todos temos de ter sempre mais!

Mas se você ainda insiste em saber o que vai gastar com um filho, apesar deste não ser o meu objetivo, vamos começar pelas fraldas, que assustam em quantidade. Economistas estimam um gasto de cerca de R$ 3.900,00, gastos ao longo de 3 anos. Aviso que isso é muito pouco perto dos valores gastos com plano de saúde, escola e babá (confira aqui estimativa de gasto por faixa etária), só para citar algumas das maiores despesas. O resultado, para quem colocar na ponta do lápis, provavelmente será negativo! Achei um site interessante que apresenta uma tabela com as principais despesas, a idade inicial e final em que ela normalmente ocorre e o valor de cada item, mostrando a soma ao final para você se assustar!! Faça o teste aqui! 



Aí eu me pergunto: por quê pensar no lado negativo quando estamos pensando em algo tão positivo? Será que é só isso que realmente importa? Despesas, carreira, patrimônio? Quem pensa demais se deixa dominar pelo lado negativo. Nada contra planejar e escolher o melhor momento! Tem que estar preparado e ter muita vontade mesmo!!

Mas o que vejo são muitas pessoas traumatizadas por aí! Pessoas que, por algum sofrimento na vida, só querem ter filhos se forem ricas, se conquistarem uma posição bacana na carreira, se estiverem morando em um apartamento cheio de quartos, se tiverem um carro de luxo, se tiverem tudo que sempre quiseram e muito mais. Mas de que adianta esbanjar dinheiro em uma vida vazia? Vocês certamente já ouviram falar que "dinheiro não traz felicidade"! Mas será que se lembram??

A vida é uma só, minha gente!!!! Não adianta você ganhar dinheiro, gastar dinheiro, guardar dinheiro... E quando passar da hora, você vai olhar pra trás e vai pensar: por que eu resumi minha vida a esta equação??? E por que terminei com resultado negativo??

A matemática é muito simples! Você sabe o que é que quanto mais se divide mais se multiplica?

Resposta: o amor. E o amor mais verdadeiro do mundo é o amor por um filho. E digo mais: quem tem uma família tem tudo!!!

Tenha a sua!! Tenha uma bem grande!!! E seja muito feliz!!

A vida passa depressa. Não se arrependa por ter visto ela passar sozinho.





terça-feira, 5 de junho de 2012

Tarde livre só para mulheres!



Sempe sonhei com esse dia: uma tarde livre só para mulheres! Sim, mães de meninos têm essa vantagem! Quando eles crescem, temos o direito de ter uma tarde livre, quando o papai resolve levar os meninos para o estádio de futebol.

Eu não havia dito no post anterior que a médica havia recomendado que os meninos passassem algum tempo a sós com o pai? Então vamos usufruir deste benefício!

E adivinhem como? Como os maridos tanto temem: uma tarde consumista no shopping! rs É que na correria do dia-a-dia eu nunca tenho tempo de ir ao shopping. Vou do trabalho direto para casa para ver logo meus filhos. E ir ao shopping com as crianças não dá para olhar uma vitrine sequer!!

Quanto ao passeio dos homens da minha vida, posso lhes garantir que cerquei de cuidados (rsrs): mochila com lanchinho para o caso de terem fome, roupa extra para o caso de se sujarem (ou o pequeno não conseguir segurar o xixi!), casacos para o caso de chover e ainda a vovó a tiracolo (uma espiã feminina... rs)!! Lembram que eu já assumi antes que sou mãe superprotetora??

Pois é... Minha tarde de compras foi ótima! O jogo de futebol que eles assistiram também (4x0 para nosso time). Todos ficaram felizes! Que venham as próximas tardes de folga!!

Afinal, é bom sentir uma saudadezinha de vez em quando...

domingo, 3 de junho de 2012

Curso de Formação para pais e mães?



Deveria existir um curso formador de pais e mães. Sim, algo como uma faculdade, com opção de pós-graduação para quem se interessasse. Um curso incluindo matérias como introdução à medicina com especialização em pediatria, noções de pedagogia, um nível básico de psicologia infantil, além de aulas de nutrição, gastronomia e literatura infantil.

É... não é fácil ser pai ou mãe. Cada dia um novo desafio. Não estou exagerando, mas criar filhos é uma tarefa muito difícil. Começa pelas doenças que a gente sempre fica desesperado e nunca sabe o que fazer. Corre para um médico, corre para outro. Com o tempo a gente ganha experiência e começa a tirar de letra as gripes e resfriados, por exemplo!

Principalmente com os recém-nascidos, ser mãe é desesperador! Aquela famosa "Síndrome da morte súbita" nos assombra dia e noite. Temos que entender sobre a posição para dormir, os arrotos, o cuidado com o umbigo e até sobre cor e textura do cocô!!

E os estudos? Quando a criança entra para o ensino fundamental e inicia a alfabetização, nós temos que saber como ajudá-la principalmente nas tarefas de casa. E mais ainda, precisamos saber a melhor metodologia para ajudá-lo a aprender melhor. Nesta fase também precisamos nos tornar um dicionário ambulante, já que, cada vez mais, as palavras difíceis nos colocam contra a parede!

Para completar, as aulas de nutrição seriam importantíssimas para nos ajudar a alimentá-los de maneira saudável e equilibrada. A alimentação infantil é a chave para uma vida cheia de saúde e cada vez mais os pais estão buscando esta opção.

Com toda essa bagagem no "currículo", aí talvez, quem sabe, a gente soubesse um pouquinho mais para criar nossos filhos com mais conhecimento e segurança. Alguns vão falar sobre instintos maternos ou que a vida ensina, etc. Mas esse negócio de instinto materno não sei se resolve muito não! Muitas vezes recorro ao instinto das avós mesmo, que têm mais experiência!

E do jeito que as coisas evoluem, é capaz de no futuro para ser mãe realmente precisar de diploma e tudo!






Leia também: Grávida bem informada.