quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

10, 9, 8, 7, 6... zzzzzzz



Aguentar até meia-noite não é para qualquer um! A maioria das crianças não consegue participar da "hora da virada"!! De tanto esperar essa hora chegar, elas dormem! E assim, não participam da comemoração!

Para acabar com isso, você pode fazer o "Rèveillon das Crianças", uma comemoração antecipada da família com os pequenos. Antes do horário do sono bater (para evitar que fiquem de mau humor), reúna a família para celebrar com as crianças. Vocês podem se divertir cantando "Adeus ano velho, feliz ano novo", depois fazer a contagem regressiva, com direito a estourar a champanhe! A meninada vai adorar a "chuva". Brindem (com água ou suco), brinquem, dancem, se abracem e desejem um ano maravilhoso!!


Depois dessa diversão, as crianças estarão liberadas para a cama!!! E os papais corujas podem continuar se divertindo, mas ligados nos pequenos dorminhocos, pois o risco de acordarem à meia-noite com o barulho dos fogos de artifício é grande! Se isso acontecer, esteja junto para confortá-los e mostre o show de fogos no céu que é sempre lindo!!







Não tem coisa melhor para um pai e uma mãe poder abraçar seu filho à meia-noite e agradecer a Deus por esta felicidade!






Feliz ano novo para todos vocês!



segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

A linguagem perfeita!



Os bebês são inteligentes demais! Rapidamente aprendem a linguagem oral e suas peculiaridades. E, em pouco tempo, já estão sozinhos deduzindo novas concordâncias. Concordâncias que têm lógica sim! O português, com suas invencionices, é que não faz sentido...

Então nossos bebês falam:

Eu pedi
Eu comi
Eu dormi
Eu caí
Eu fazí
Eu dí
Eu ganhí
...


Sim, usam a lógica e o raciocínio para deduzirem as regras do português. Só que o português não tem regras simples... e só com o tempo, ouvindo e sendo corrigidos*, é que eles vão realmente entender... o que não é tão óbvio assim!!

Confira seleção de frases na fase de 2 anos:

"Eu di um beijo"

"Eu fazí xixi"

"Eu ganhí um presente"

"Eu sabo!"

"Eu não gostí de Coca-Cola" (relembrem o post desta história)

"Eu di um pum!"





Guarde essa lembrança para sempre! Confira o post "Olha quem está falando", com dicas de como guardar na memória (e no computador) as palavras e frases do seu bebê para serem lembradas para sempre!






E vocês? Têm frases engraçadas dos seus bebês para compartilhar??



* Especialistas recomendam que os adultos não repitam as palavras e frases ditas de maneira errada só porque acham bonitinho!!

domingo, 25 de dezembro de 2011

Feliz Natal!



Então, é Natal! Uma das épocas mais esperadas do ano pelas crianças. Época de reunir a família, de agradecer e celebrar. Época de renovar a fé ou ensinar a ter fé.

Época de contar a historinha do nascimento de Jesus e explicar sobre o presépio.

Época mágica em que pai e mãe se transformam em Papai Noel ou Mamãe Noel e realizam os sonhos dos seus pequenos e assim os seus próprios também. Não esqueça a tradição de colocar os sapatinhos na janela e deixar o presentinho quando as crianças dormirem.

Época em que devemos ensinar o amor ao próximo e o amor à família. Época de presentear quem se gosta. Época de visitar e ser visitado.

Mas é também época de solidariedade. Neste dia 25, após seu filho ganhar tantos brinquedos novos, não esqueça de escolher com ele alguns brinquedos que ele não utiliza mais para doar a outras crianças. Natal é época de solidariedade também. Nem toda criança é filha de um Papai Noel!




"Então, bom Natal
E Ano Novo também
Que seja feliz quem
Souber o que é o bem"





quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Filhos das babás

Conheço muitos filhos de babás. Aqueles que vão aos aniversários dos amigos sozinhos com a babá, passeiam no shopping só no colo das babás, enquanto os pais estão lá na frente preocupados com outras coisas, dormem no quarto com a babá, vão à festa da escola com a babá, ficam em casa com a babá, quando os pais viajam, e vão até ao Pediatra com a babá!!






Nada contra babás. Elas têm uma função importantíssima e digníssima de ajudar nos cuidados com nossos filhos. Meus filhos também têm babá, que me ajuda muito e que eles querem muito bem. Ajudar, tudo bem. Porém terceirizar a maternidade pra mim já é demais. E é disso que eu falo. De pais que terceirizaram sua participação na vida dos filhos.

O filho da gente é pra gente cuidar! Eu sempre preferi limpar meus filhos pessoalmente, quando estava em casa, do que solicitar à babá. Sabe por quê? Porque com certeza eu limpava com mais cuidado e com amor. Se eu tivesse tempo, até lavaria as mamadeiras pessoalmente (eu tinha "neura" com limpeza de mamadeira). Por quê? Para garantir que ficariam bem lavadinhas. Festinhas? Ô parte boa!! Estive presente sempre. Por quê?  Para brincar com meus filhos, vê-los se divertir, conhecer os amiguinhos e também outros pais.

Passeios? Shoppings? Praças? Com certeza estão na minha companhia. Mas não sozinhos com a babá, sem ninguém por perto. E no médico? Obviamente sempre fui e vou às consultas, para explicar e entender pessoalmente qualquer situação. De noite, então? Jamais conseguiria deixar meus bebês dormindo com uma babá. Por quê? Se para uma mãe já é difícil acordar à noite, imagine para quem não é a mãe. Nós ficamos cansadas, mas somos apaixonadas. Aguentamos muito. Não conseguiria dormir sem ouvir meu filho e atendê-lo quando precisasse; sem saber se quando ele chorou, a babá acordou de bom humor; se ela preparou o leite direito e por aí vai...

Posso até ser super protetora, mas sou super presente com muito orgulho! Não quero ofender nenhum estilo de mãe. Sei que todas temos nossos problemas, nossas obrigações, nossas necessidades. Como já falei aqui, toda mãe tenta acertar e nenhuma é perfeita. O que quero defender é a presença das mães, é a companhia e a participação na vida das crianças. Isso faz uma diferença incrível. O papel da mãe e do pai é fundamental para o bom desenvolvimento das crianças. As babás são nossas aliadas, mas a responsabilidade de criar, cuidar, estimular e amar sempre será nossa.

Criança precisa de mãe!










sábado, 17 de dezembro de 2011

1 é pouco, dois é bom. E 3... é demais??




A maioria das pessoas sonha em ter um filho. Dois filhos já não é qualquer casal que sonha, não! Três, então?? Raridade!!!

A decisão de começar tudo de novo, obviamente "do comecinho", justamente daquele "comecinho"... não é fácil não! Depois de nós, mães, superarmos o desespero dos famosos 100 dias* (que eu preferia chamar de 365 mesmo) e ainda termos "raça" para vivê-los de novo? Não. Não é fácil, não.

O medo do parto e da anestesia, os primeiros dias com o recém-nascido, as tentativas de amamentação, as dores e incômodos pós-cirúrgicas, a difícil "recuperação" do corpo (no meu caso), as cólicas do bebê, noites perdidas, cansaço, o retorno da licença maternidade com o coração apertado, a escolha da babá, as inevitáveis e imprescindíveis furadas das vacinas... ufa!

Não quero desanimar nenhuma mãe de primeira viagem (as mães de segunda viagem já sabem disso tudo!), pois tudo compensa demais! Ser mãe não é fácil, mas é a melhor experiência que podemos viver na vida. E não pode ser perdida.

E é tão bom construir uma família, encher a casa... o problema é que as casas estão cada vez mais vazias: o número de filhos por família vem diminuindo. É raridade ter 3 filhos. A maioria das famílias de classes média e alta não pensa nesta possibilidade jamais!

Tem mãe que acha que já ama tanto o primeiro filho que não sabe se sentiria o mesmo por outro. Mas sente sim. O amor tem uma capacidade incrível de se multiplicar! Felizes são aquelas que multiplicaram por 3... 3x + felicidade, 3x + alegria, 3x + confusão, 3x + amor, 3x + união, 3x + companheirismo, 3x + agitação, 3x + emoção, 3x + trabalho, 3x + gastos, 3x + energia, ...3x + sortudas!




Tem mais!

1. Confira galeria de fotos de famosos com 3 filhos ou mais!

Angelina Jolie, Brad Pitt e seus 6 filhos


William Bonner, Fátima Bernardes e seus trigêmeos

David Beckham e seus 3 filhos (tem mais uma menininha)

Madonna e seus 3 filhos

Márcio Garcia e seus 3 filhos

Maria Mariana (Confissões de Adolescente) e seus 4 filhos

Glória Pires, Orlando Moraes e seus 4 filhos



2. Relato de uma mãe blogueira com 3 filhos: Coisas que só quem tem 3 filhos sabe o que são.

* 3. Sobre o desespero dos primeiros 100 dias, indico o post do Blog Mãe e Mulher.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Fralda Justa



Tem gente que diz que a maternidade/ paternidade é um conto de fadas, um mar de rosas. Não é bem assim... Tem gente que só faz reclamar e falar de coisas negativas, parecendo até que não queriam ter tido filhos... O certo é que ser pai ou mãe é sim a melhor coisa do mundo (não vou cansar de dizer). E é uma experiência indescritível e imperdível!

Mas, sim... passamos por cada situação! Então que tal transformarmos esses detalhezinhos não tão legais em motivo para rir?

Pois foi justamente isso que fez Adam Wasson em seu livro "Fralda Justa", um dos meus favoritos!! Eu garanto: quem lê esse livro não ri pouco não! Dá gargalhadas!!

Sabe por quê? Porque ele faz piada das situações mais difíceis pelas quais passamos com nossos bebês e dá dicas às vezes sarcásticas de etiqueta para pais e mães novatos se saírem bem de situações bizarras ou corriqueiras.

Não tente fugir, você vai se identificar sim com as inúmeras situações que ele comenta:
- Escolhendo um nome ("Tudo sobre nomes inventados, sobrenomes quilométricos, e 'roubo' de boas idéias")
O nascimento ("perfeito passo a passo sobre como embrulhar o bebê")
- Amamentação ("dicas para amamentar em público com exemplo de looks 'descolada relax' ou 'exausta e perigosa")
- Xixi, cocô e golfadas ("o que fazer quando o bebê regurgita em alguém e como manter a dignidade ao ser vomitado em público")
- Babás ("como fazer perguntas delicadas sem perder a classe e 10 sinais de alerta se a babá é maluca")
- Voltando ao escritório ("porta-retrato na mesa de trabalho: 67 é mesmo um exagero?")
- Código do pequeno consumidor ("mordeu tem que pagar?")
- Inteligência ("como chegar ao jardim de infância com currículo impecável")
- Família ("instruções básicas para vovôs entenderem a parafernália do bebê")

E por aí vai...

Vejam algumas dicas do autor só para vocês ficarem com vontade de ler o livro todinho (e vale a pena!!)

SOBRE BABÁS: "Para testar a prontidão e agilidade da candidata, você pode deixar um vaso preparado para tombar no momento em que derem um esbarrão 'acidental' nele. Se ela for capaz de reagir a tempo de salvar a peça valiosa, provavelmente também vai ser capaz de agarrar o seu bebê antes que ele despenque do sofá".

NO MERCADO: "Quando seu filho provoca uma avalanche: aproveite o movimento extra para iniciar a etapa do despiste. Tire o produto causador da avalanche da mão do seu filho e o entregue para o filho de algum pai entretido com a movimentação causada pela avalanche, livrando-se assim da culpa pelo desastre".

BEBÊS COM CELULAR: "O problema de entregar o celular na mão do seu bebê é que quando ele apertar a tecla de discagem automática o telefone vai ligar para um de seus amigos e deixar vários minutos de 'gugu-dadá' e chiados na caixa postal dele. Pessoas com nomes começados pela letra A já nem atendem ao telefone quando o visor mostra que é ligação de alguém que se tornou pai ou mãe há pouco tempo".


Tais como esses comentários, o autor fala de inúmeras outras situações que acontecem em nossas vidas de pais e mães, fazendo com que a gente se divirta e passe a enxergar com bom humor o que na verdade nos tirava do sério...

Recomendo, recomendo e recomendo!!


"Fralda Justa é um manual de sobrevivência na selva de deslizes, constrangimentos e armadilhas sociais que envolvem a chegada de um novo bebê. Afinal, trocar fralda é fácil. Sair da fralda-justa em que você pode se meter é que é um problema!!"


Boa leitura e acima de tudo bom divertimento!! :)


Título: Fralda Justa
Autor: Adam Wasson
Editora: Matrix
Edição: 1
Especificações: Brochura | 160 páginas

sábado, 10 de dezembro de 2011

Reizinhos



Estamos vivendo uma geração diferente de todas as outras. Quem manda agora não é o mais forte, o maior nem o mais velho. Quem manda agora não é o mais inteligente nem o mais rico. O controle mudou de mão, literalmente. Está nas mãozinhas pequenas, gorduchas, de quem mal sabe falar, mas já sabe mandar. E manda muito bem na sua legião de súditos: pai, mãe, avós, babás...

Pare e pense. Na sua família e nas que estão ao seu redor, quem é que manda? Não me interpretem mal! Não se trata dos pais não terem pulso e não serem rígidos. Independente de como cada um educa seus filhos, o fato é que os pais de hoje estão muito mais corujas! E é disso que eu falo!! De pais corujas, avós corujas, tios corujas e por aí vai...

Há muito tempo atrás as crianças sequer tinham importância na sociedade e em suas próprias famílias. Mas os tempos são outros. As crianças viraram a mesa e dão o comando em casa!

Muita coisa pode ter influenciado: as mulheres estão se dedicando fortemente à carreira profissional e postergando a maternidade. Com isso, os filhos têm sido desejados por muito tempo e nascem com pais mais maduros. O número de filhos por família diminiu bastante! Há 50 anos atrás era comum ter 5 filhos. Hoje, os casais têm 1, no máximo 2!

E assim, com pais corujas, é o bebê que interfere na decisão de onde vai morar (todo pai e mãe procura opção perto da escola ou do trabalho ou que tenha áreas de lazer, etc.); é o bebê quem decide em que restaurante vai (sim, porque os pais ficam loucos atrás de um bom ambiente e que tenha entretenimento para as crianças); também são os bebês que definem a programação do fim-de-semana e até onde a mãe vai trabalhar (diga se não pesa na escolha o fato da empresa ter uma política amigável às mães?).

E foi assim que muitos shoppings, lojas e restaurantes aprenderam a corujar também, para conquistar os clientes mirins e também seus pais. E assim também a publicidade aprendeu a falar direto com as crianças e uma série de produtos aproveitou para fazer seu apelo também. E foi assim que passaram a existir uma infinidade de serviços exclusivos, como salões de beleza para crianças, casas de festas, brinquedotecas, áreas infantis em livrarias, banheiros exclusivos, pratos infantis nos cardápios, etc.

Foram as crianças também que mobilizaram a sociedade a se preocupar com a natureza, com o planeta, com o futuro. Nossos pequeninos reis foram os responsáveis por incluenciar muita gente grande. Sim, porque por trás de muito governante, muito empresário, muito executivo, muito trabalhador, estão seus filhos e certamente eles devem corujar bastante!

São as crianças que nos fazem ser mais solidários e pensar no próximo. São as crianças que nos fazem ser pessoas melhores a cada dia... por elas.

E enquanto nossos reizinhos tiverem trazendo mudanças positivas, que permaceçam no trono!

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Eu nos declaro "culpadas"!!


Culpa! Culpa! Culpa! A mãe que nunca se sentiu culpada que atire o primeiro brinquedo! Nos sentimos culpadas por qualquer motivo e a qualquer momento.

Culpa por ter que trabalhar. Culpa quando vamos viajar. Culpa por não poder buscar na escola. Culpa por não saber jogar bola. Culpa quando ficam doentes. Culpa quando não estão contentes. Culpa por deixar com a babá. Culpa de quem não consegue amamentar.

Culpa! Culpa! Culpa!

O engraçado é que sempre leio por aí sobre a culpa que as mães sentem (foi aí que percebi que sou normal!!). Mas não há registro de pais que sentem culpa. Eles são super bem resolvidos!! Isso significa... que ficamos com a culpa dobrada!!

Sentimos culpa porque não existe a mãe perfeita que gostaríamos de ser! Mas tentamos!! E o que vale é a intenção de querer acertar!!
"Não sou super herói, mas sou super mãe. Super dedicada, super entusiasmada, super apaixonada, super esforçada, super cansada, super normal".

Vamos viver nossa maternidade e principalmente curtir todas as coisas boas que ela nos traz!


Então, eu nos declaro... CULPADAS!!
E FELIZES:)




sábado, 3 de dezembro de 2011

Regras de boa convivência para pais

Sempre fico muito assustada com encontro de pais. Pode ser no teatro, no cinema, em aniversários e, principalmente, em festas na escola!!

Os pais de hoje poderiam até mudar de nome e ser chamados de "tietes". Sim, porque o fanatismo pelo próprio filho às vezes atinge graus que foge ao normal: quando os pais passam a não perceber a existência de outros pais com seus filhos. E acham que vale tudo para curtir só o seu filho.



Por isso, regras de boa convivência tornam-se cada vez mais necessárias!

Vou citar algumas situações que acontecem por exemplo nas apresentações de final de ano das crianças na escola:



Cada criança que se apresenta tem seu pai e sua mãe, no mínimo, para lhe assistir. Ou seja, você não é o único pai babão que não quer perder um momento. Tem dezenas iguais a você. O que significa que deveria ser direito de todos poder assistir ao seu filho.

Mas aí tem pai que guarda lugar para a avó, a tia, a vizinha... Sai botando bolsa, celular, chave e todo objeto que encontrar, monopolizando a platéia com seus convidados. Esquece que tem outros pais e mães que gostariam também de ver de perto seu próprio filho.

Se você pudesse se colocar no lugar desse pai ou mãe que chegou 10 minutinhos depois desse "espalhador de objetos", entenderia a situação de chegar e encontrar a platéia praticamente vazia, mas cheia de objetos nas cadeiras. Você acharia bom?



Ótimo, você chegou primeiro! Parabéns! Sente na frente, mas daí a reservar uma fileira inteira... acho que não é direito não! Aqui não se trata de "cheguei primeiro", mas sim de consideração ao próximo.

A outra situação muito comum neste tipo de apresentação são os "paiparazzis". Sim, se qualquer destes pais quisesse mudar de profissão já teria bastante experiência. É ótimo tirar fotos! O problema é quando os pais se levantam e ficam na frente de outros, impedindo a visão dos outros pais de seus próprios filhos. Mais uma vez são pais que não percebem que não são os únicos no auditório!

Mais uma situação: se existe fila por quê será, hein?? Acho que as pessoas estão esquecendo... E que coisa feia e desonesta é passar na frente! Afinal, todos estamos com crianças. O exemplo fica onde??

Por fim, as gritarias que ninguém percebe que assustam as crianças. O que será que elas pensam disso? Ou vão se achar popstar ou vão se acuar com medo da multidão de pais descontrolados. Além de gritar os nomes dos filhos para eles olharem para as câmeras, para sorrirem, para não tirar o adereço, etc., às vezes ainda tem os gritos de "Senta aí, p##ra"! Será que estavam no estádio assistindo futebol???



Com os exemplos acima já dá para adivinhar quais seriam as regrinhas para uma boa convivência e principalmente para darmos bons exemplos aos nossos filhos, não é??


Bom, entendam este post como um desabafo, na esperança de vivermos em um mundo mais ético em um futuro bem próximo. Conto com vocês para espalhar a corrente do bem, dos bons costumes, da ética e da gentileza.

Gentileza gera gentileza.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Sugestões de lembrancinhas de Natal para crianças



Já falei aqui num post anterior sobre sugestões de presentes para novas mamães. Agora eu vou dar sugestões de lembrancinhas de Natal para as crianças. Todo mundo sempre tem uma criança para presentear!

Se é seu filho, certamente você sabe bem o que ele quer! E deve escrever junto com ele a cartinha pra Papai Noel (para ter garantia de que ele não vai mudar de ideia...).

Mas além dos nossos filhos, existem outras crianças que queremos presentear: sobrinhos, priminhos, filhos dos amigos, afilhados... Como o dinheiro não é infinito e às vezes a quantidade de crianças parece que é :), vou colocar sugestões de lembrancinhas até R$ 10,00, combinado?? Mas em alguns casos, ofereço uma opção mais completa, caso tenham interesse em dar "upgrade" no presente!!

A regra número 1 é: criança quer brinquedo!! Se você vai entregar o presente diretamente a ela, esta é a única opção!! Mas incluirei outras "coisinhas" interessantes também!

Ah! Se der tempo, selecionarei sugestões de presentes com preços "razoáveis" e "caros" em um próximo post! Espero ajudar!!


Lembrancinhas baratinhas (até R$ 10,00)

1 * Chocolates de Papai Noel (opção Montevérgine R$ 2,90)


Criança ama chocolate! E as opções temáticas caem muito bem!








2 * Bolha de sabão (preço médio R$ 1,50 a unidade). As crianças amam bolhas de sabão. É uma lembrancinha bacana. Você pode também personalizar o adesivo que embala. Se você estiver disposto a pagar mais, existem vários modelos diferentes com "lança bolhas". Não tem como uma criança não gostar!!
Bolha de sabão - vende unidade

Opção mais cara: Lançador de bolhas de sabão.







3 * Carrinhos Hot Wheels. A maioria dos meninos adora esses carrinhos e faz coleção. Mas a variedade é tão grande que dificilmente você daria repetido. Agora lançaram umas versões do Toy Story (novidade, pode apostar!). Preço varia conforme modelo entre R$ 4,90 e R$ 9,90).

Hot Wheels Toy Story
Mas se você estiver disposto a pagar mais, tem pacotes com mais de uma unidade, além das pistas que eles adoram!! (a partir de R$ 60,00).



Opção mais cara: Hot Wheels Pista



4 * Massinha de modelar. Também não tem como errar! Toda criança adora e precisa sempre renovar seu estoque porque elas não duram a vida toda!! Vende pacotes e potes individuais (a partir de uns R$ 3,50), além de kits diversos, como fábrica de sanduiche, sorveteria, etc. Tem também opções de pote individual com personagens (Patati Patatá, Toy Story, etc.). Além disso, caso você queira uma lembrancinha bem baratinha, tem uns kits da Faber-Castell, Acrilex e outras marcas que custam menos de R$ 3,00 e vem massinhas de várias cores (diferente do pote que é uma cor só). Esses vendem em papelarias.
Pote personalizado Toy Story



Kit baratinho de massinha de modelar!
Kit 2 potes de massinha



Opção mais cara: Sorveteria de massinha


5 * Uno. Um jogo de cartas muito legal, tanto para crianças (maiores de 7) quanto para adultos. Valor a partir de R$ 10,00.






6 * Lupa. Achou essa sugestão esquisita? Mas pode ter certeza de que a criançada iria adorar ganhar uma lupa de verdade pra brincar de detetive e aguçar a curiosidade pela casa ou pelo jardim (preços a partir de R$ 6,00).

Além da lupa, as lanternas também agradam em cheio aos pequenos. Vale tanto os modelos comuns (a partir de R$ 10,00), quanto modelos infantis. Está na moda agora uns que trocam a lente para aparecer o personagem na parede. Outra sugestão é o brinquedo abaixo: um cachorrinho da Dican que tem uma lanterna na boca e ainda late. Meus filhos aprovaram! Preço: cerca de R$ 30,00. Tem igual da Fischer Price, porém mais cara (cerca de R$ 50,00).

Opção mais cara: Cachorrinho com lanterna na boca da Dican




7 * Mighty Beanz. Esse "troço" virou febre entre os meninos e também é colecionável. O kit mais simples vem com 2 e custa cerca de R$ 5,00. Obs: não recomendado para menores de 3 anos.


8 * Lançador de água. Esta é sempre uma brincadeira gostosa, apesar de se assemelhar a uma arma... Mas será garantia de divertimento para as crianças na praia ou no chuveiro. R$ 9,00 na Ri Happy.

9 * Polly ou Littlest Pet. Não esqueci das meninas não. A famosa Polly vende a boneca sozinha por cerca de R$ 10,00 e a coleção Littlest Pet tem uma varidade de opções de bichinhos também por este preço.




10 * Para os bebês tem Pocoyo - Minha Bandinha com opção de corneta ou pandeiro. Cerca de R$ 8,00 a R$ 10,00.


Outro segredinho é escolher um produto que tenha o personagem favorito da criança: Carros, Toy Story, Patati Patatá, Princesas... Desta forma, você dobra sua chance de agradar!!

Espero que tenham gostado das opções de lembrancinhas que selecionei. E podem ter certeza, não precisa pagar caro para agradar uma criança!! O presente caro fica por conta de Papai Noel, você que é tio(a) pode escolher opções mais em conta.

Boas compras!!

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Grávida bem informada



Colostro, ácido folico, eclampsia, mecano, doula, episiotomia, translucência nucal, ... Se você está grávida e não faz idéia do que significam essas palavras, está na hora de despertar!!

Uma das coisas mais importantes em uma gravidez é manter-se bem informada, ter conhecimento do que acontece e vai acontecer com seu corpo, com o desenvolvimento do bebê, ler sobre educação e cuidados com o bebê, etc.

Por exemplo, tem grávida que qualquer coisa que percebe quer ligar para o médico. Em muitas das vezes, se estivesse lendo sobre o assunto, já saberia as situações comuns por quais poderia passar. E não precisaria se assustar com mudanças normais...

Existem várias maneiras de manter-se bem informada sobre sua própria gravidez. Uma delas é cadastrar-se em um site de gestantes para receber por e-mail informativo da gravidez semana a semana. Ou seja, uma vez por semana você recebe um resumo por e-mail da sua fase de gestação e dos principais acontecimentos do seu corpo e do bebê. Bem prático e eficiente!



Mais uma maneira legal de manter-se "conectada" com a sua gravidez é fazer o Curso de Gestante Online da Revista Crescer. Você faz em casa, no horário que preferir e em local confortável! (obs: este eu não testei porque não tinha na minha época...)

Outra sugestão bacana, saindo um pouquinho do mundo virtual, é a Agenda da Gravidez. É literalmente uma agenda, que tem dia por dia do que acontece com o seu corpo e com o desenvolvimento do bebê em textos curtos e objetivos. Você preenche com a data provável do parto (40 semanas), de acordo com a informação do seu médico. Ou, se souber, com a data provável da fecundação. Assim, completa o preenchimento dos dias da agenda. Aí, é só deixar a Agenda na cabeceira da sua cama e toda noite, antes de dormir, você lê a mensagem do dia. Aproveite para ler junto com o papai, se possível, para dar a oportunidade dele participar também.

Agenda da Gravidez
Autor: Christine A. Harris
Editora: MARCO ZERO
Ano de Edição: 2000
Nº de Páginas: 176
Média de preços: de R$ 87,13 até R$ 196,35*




Além da agenda, que lhe proporciona uma leitura diária de pequenos textos, existem vários livros bacanas, sendo que o meu preferido para este assunto teórico de gravidez e primeiros cuidados é "Filhos - da Gravidez aos 2 anos de idade". Nele, você vai encontrar toda a teoria moderna sobre gravidez e bebês, com orientações dos pediatras da Sociedade Brasileira de Pediatria, como alertas de situações emergenciais, cuidados, alimentação, segurança, educação, brincadeiras e dicas pontuais, além do que você deve e não deve fazer. Tudo separadinho por períodos. Tem uma linguagem bem objetiva e é ótimo para consultas no dia-a-dia também.

Obs: para quem já passou dessa fase tem a sequência "Filhos - dos 2 aos 10 anos" e ainda um para adolescentes, todos da Soc. Bras. Pediatria.

Filhos: da Gravidez aos 2 Anos de Idade
Autor: Diversos
Editora: MANOLE
Nº de Páginas: 376
Média de preços: de R$ 66,60 até R$ 90,00*


Para quem já ouviu falar ou recebeu recomendações do Livro A Vida do Bebê, de De Lamare, esqueça! Infelizmente seus conceitos já estão ultrapassados!! O livro já teve mais de 40 edições, foi um sucesso no passado, mas já foi ultrapassado. Melhor não ter e não ler.







Tenha certeza de que acompanhando a gravidez, seja pela internet, seja por livros, você estará muito bem informada e compreenderá muito melhor todos os acontecimentos. E ainda vai se familiarizar com termos que surgirão e farão parte do seu novo vocabulário. Você se sentirá muito mais segura com a base de conhecimento que adquirir, saberá sintomas comuns e o que é ou não normal.

E com toda essa bagagem, restará a ansiedade de esperar pelo bebê!! E como dizem... tenham uma boa hora!!



 * Fonte: Buscapé

sábado, 26 de novembro de 2011

O segredo das crianças felizes



Quer saber o segredo das crianças felizes? Pois eu lhe garanto que vale a pena. Basta ler um dos meus livros favoritos!! O autor é Steve Biddulph, o mesmo de "Criando Meninos" e "Criando Meninas" (também muito bons).

Vou fazer uma síntese dos 3 principais assuntos abordados, mas vocês têm que ler o livro completo porque ele tem muito a nos ensinar para melhorar na criação dos nossos filhos. Combinado??

Então, vamos lá!

1. Como os pais hipnotizam seus filhos com programações negativas:



O autor alerta para que os pais evitem utilizar frases negativas, como:

"Você é muito preguiçoso"
"Pare de ser egoísta"
"Não seja medroso"
"Que menino bagunceiro"
"Você só faz coisa feia!"
(e outras piores)

O motivo é que essas mensagens são gravadas pelas crianças, que passam a acreditar que elas são verdadeiras, simplesmente porque elas acham que tudo que seus pais dizem é verdadeiro.

Ao invés disso, ele aconselha os pais a programarem positivamente suas crianças:

"Você é esperto demais para estar agindo assim".
"Eu sei que você é inteligente e vai entender a explicação da professora"


2. A cura pela audição

A forma como os pais reagem aos problemas das crianças normalmente atrapalha ao invés de ajudar!

Ele lista as reações mais comuns dos pais:

- Proteger/ salvar ("coitadinho, eu conserto pra você")
- Dar sermão / bronca
- Distrair (fugir do problema)

Nas 3 situações, o autor explica que são os pais que resolvem o problema sem escutar os sentimentos da criança e o motivo. A sugestão dele é usar a audição ativa para ajudar a criança a pensar no próprio problema e como resolver por si próprio (ao invés de ser protegida, ouvir sermão ou esquecer o que aconteceu).


3. Ajudar as crianças a lidar com suas emoções

Esse é outro segredo das crianças felizes: aprender a expressar bem as emoções negativas ajuda a passar por elas.

Não há como fugir: a raiva, o medo e a tristeza são emoções que estão sempre presentes na vida dos adultos e também das crianças. E se as crianças não aprenderem como devem expressar essas emoções, elas serão expressadas de forma equivocada.




Por exemplo, quando com raiva, a criança tem o impulso de bater, porque não sabe expressar sua raiva de outra forma.




As crianças aprendem que não se deve chorar, mas na verdade, quando estão tristes o choro é um grande alívio para o que estão sentindo. Chorar libera a tristeza!



E com relação ao medo, apesar de ser importante pelo seu papel de proteção, precisamos entender os medos dos nossos filhos e ajudá-los a superar.





Bom, se deixar eu vou ficar aqui contando cada página do livro, porque dentro desses 3 grandes tópicos ele fala coisas superinteressantes e exemplos muito legais.

Entender esses 3 assuntos abordados no livro fará muito bem às nossas crianças. PENSE NISSO E LEIA O LIVRO, porque é MUITO BOM!!



O Segredo das Crianças Felizes
  • Autor: Biddulph, Steve
  • Editora: EDITORA FUNDAMENTO
  • Ano de Edição: 2003
  • Nº de Páginas: 133
  • Preço médio: R$ 32,00

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Sugestões de presentes para novas mamães!!


Você quer presentear alguma grávida neste Natal ou outra ocasião, vai a um chá de bebê ou vai fazer uma visita na maternidade para um bebê que acabou de nascer? É sempre bom levar um presentinho, não é?

O mais comum é dar roupinhas para o novo bebê, sempre necessárias!! Os bebês perdem roupas rapidamente por conta do crescimento acelerado no primeiro ano. Então, você pode escolher tamanhos até 1 ano.

Bom, mas caso você queira sair do "lugar comum", eu listo abaixo algumas sugestões diferentes. Espero que gostem!!

1. Livros interessantes para a mamãe

Dicas de livros que adoro: Criando meninas ou Criando Meninos ou Criando Bebês ou Fralda Justa (dá para morrer de rir com este!!).

Obs: o meu "top one" estou guardando para um post futuro, mas adoro estes que indiquei agora!















2. DVDs para bebês (4 sugestões ótimas). Claro que eles não assistirão no primeiro mês, mas até o final do primeiro ano começarão a curtir as músicas e imagens coloridas! Pode dar que em pouco tempo já estarão curtindo.

Vejam as sugestões:
  • Baby Einstein: faixa etária de 0 a 3 anos, tem coleção com vários temas (dificilmente você dará repetido!), 3 idiomas para a criança ir se familiarizando também com o inglês e o espanhol e traz trilha sonora com músicas clássicas.

  • Bebê Mais: segue a linha do Baby Einstein, sendo direcionado a bebês de 0 a 3 anos, porém traz cantigas populares brasileiras que as crianças e os pais adoram! Também é uma coleção com vários temas: bichos, números, músicas etc.
  • Palavra Cantada Clipes: as crianças amam a famosa "Sopa do Neném", que além de ter uma música muito boa de cantar e dançar (tem sonoridade com as batidinhas de colher de pau), ainda mostra cenas de bebês tomando sopa e das comidas se mexendo. Além deste, tem outros clipes bem banacas.
  • Galinha Pintadinha: o fenômeno atual em DVD's. Tem excelente animação, músicas do cancioneiro popular e as crianças são fãs. O problema é você dar repetido!!



 3. CDs: É sempre bom colocar uma musiquinha para ajudar a ninar o bebê ou para os momentos de brincadeira. Confiram as sugestões abaixo:

  • Arca de Noé: indiscutível qualidade deste conjunto de músicas de Vinícius de Moraes para crianças. São músicas divertidas, que eles adoram para dançar a cantar.
  • Palavra Cantada é sempre sinônimo de criatividade e qualidade musical. Vale a pena apostar em qualquer um dos seus CDs. Este tem um repertório original de canções com instrumentação suave, ideal para bebês.
  • Mais Palavra Cantada!! Adoro este com canções de ninar... Para quem desafina, como eu, é uma excelente opção! Tem 22 músicas para embalar os bebês.




4. Sandálias Havaianas (não há quem não se encante ao receber!!) ou sapatilhas ou meias divertidas (Puket).






5. Moda praia: Sunga, biquini, chapeuzinho, boné e até óculos de sol.

As mamães também se encantam, pois geralmente são os primeiros presentinhos moda praia que recebem!!



6. Brinquedos de plástico para o banho: na banheira é sempre útil ter um brinquedinho para distrair os bebês. Escolha uma opção e pode apostar!!




7. Para as grávidas, tem camisas temáticas que dizem o sexo do bebê. Conheça a marca Olha Quem Está Falando que tem muita coisa legal!! Você vai encontrar muitos bodys, babadores e outras peças com frases que todo mundo adora!




8. Mordedores, chocalhos ou brinquedinhos musicais: são tantas opções e tantos tipos... difícil é escolher!! Tem de pezinho, mãozinha, frutas, personagens e mil outras opções.








9. Álbuns do bebê ou porta-retratos.




10. Por fim, pacotes de fraldas descartáveis ou as novas fraldas de pano reutilizáveis são sempre bem-vindos!!


Então, é isso! Na hora de escolher um presente para uma gravidinha ou uma nova mamãe, consulte aqui opções diferentes!

Se você tem alguma sugestão legal, fique à vontade para dividir conosco!